Cabeçada, socos e cotovelada. Fred tem histórico de expulsões desde 2009

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação Mineirão

    Fred recebeu vermelho por dar um soco em Manoel, no clássico Cruzeiro x Atlético-MG

    Fred recebeu vermelho por dar um soco em Manoel, no clássico Cruzeiro x Atlético-MG

Artilheiro do Atlético-MG na temporada, Fred prejudicou seus companheiros no clássico com o Cruzeiro. O camisa 9 agrediu Manoel, zagueiro do rival, e recebeu o cartão vermelho ainda no primeiro tempo do jogo, aos 25 minutos. A expulsão deixou o time alvinegro com um jogador a menos, em uma partida que já estava perdendo por 1 a 0. O descontrole de Fred no clássico mineiro não é um fato isolado.

Três vezes artilheiro do Campeonato Brasileiro, o centroavante está na lista dos jogadores que mais gols fizeram em jogos da competição em todos os tempos. Assim como tem uma média de gols acima do normal, Fred também tem uma média de cartões vermelhos acima do normal para um atacante.

Desde que retornou ao futebol brasileiro, em 2009, para defender o Fluminense, o centroavante foi expulso em dez oportunidades. Oito delas com a camisa tricolor e duas desde que chegou à Cidade do Galo. Um número que chama atenção é a quantidade de vezes que Fred foi expulso apenas com o vermelho, sem o acúmulo de dois cartões amarelos. Isso aconteceu em sete das dez expulsões desde 2009.

"Expulsei diretamente aos 25 minutos do 1º tempo, o atleta de Nº 9 Sr. Frederico Chaves Guedes, da equipe do Clube Atlético Mineiro, por atingir com um soco no rosto seu adversário de Nº27 Sr. Manoel Messias, na disputa de bola. Cumpro informar que o atleta atingido foi atendido e retornou para partida normalmente", descreveu na súmula o árbitro Igor Júnio Benevetuno, que apitou o clássico Cruzeiro x Atlético.

A primeira expulsão de Fred com a camisa alvinegra foi no Brasileirão do ano passado. O centroavante abriu o braço para dominar a bola, em um jogo contra o Figueirense, em Florianópolis, e o árbitro Rafael Traci entendeu um lance como uma cotovelada de Fred no volante Elicarlos.

Reclamação com o árbitro Héber Roberto Lopes, troca de empurrões com o volante Magrão, então no Internacional, tentativa de cabeçada no árbitro Carlos Amarilla, na final da Sul-Americana de 2009, cotovelada em Jomar, então no Vasco, e um soco em Léo, do Atlético-PR, completam a lista de vermelhos diretos recebidos por Fred.

Apesar do ato que custou muito para o Atlético, tornando o clássico com o Cruzeiro ainda mais difícil, o presidente Daniel Nepomuceno descartou qualquer tipo de punição ao jogador. Algo que não faria o ex-presidente do Atlético e agora prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil. Questionado sobre a atitude do atacante, o político declarou que multaria o jogador se ainda fosse dirigente de futebol.

"Não, jogador de futebol você não puxa a orelha, você enfia é a mão no bolso dele", disse Kalil.

Apesar de não concordar com o cartão vermelho no lance, Fred conversou com os companheiros, ainda no vestiário do Mineirão. O atacante pediu desculpas pela expulsão. "É o mínimo que tem que fazer. Mas é isso é coisa interna nossa", disse o centroavante, que já está fora da última rodada do Campeonato Mineiro e, em caso de punição, pode perder jogos das fases decisivas da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos