Após nova derrota, Roger Machado diz que alerta não está ligado no Atlético

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Marcelo Ruiz/Jam Media/AP

    Roger Machado diz que segunda derrota seguida não é sinal de preocupação no Atlético-MG

    Roger Machado diz que segunda derrota seguida não é sinal de preocupação no Atlético-MG

Da campanha com 100% de aproveitamento nas primeiras nove rodadas a duas derrotas consecutivas, no fechamento da primeira fase do Campeonato Mineiro. Assim foi o Atlético-MG, que após garantir a primeira colocação foi derrotado por Cruzeiro e Caldense. Mas nada para se preocupar, de acordo com o técnico Roger Machado.

"Não liga o alerta e nós temos de entender o motivo.  É um time diferente. Nós já tínhamos, por méritos, alcançado o primeiro lugar e que nos permitiu organizar dessa forma, em função da Libertadores. Era a oportunidade para muitos jogarem, ter ritmo de jogo. Tivemos a baixa do Jesiel, que precisa ser reavaliado", comentou o treinador atleticano, que gostou da atuação da equipe reserva na primeira parte.

"No primeiro tempo a gente teve o controle total do jogo, com boas ações defensivas e que não permitiam o nosso adversário chegar na nossa área. A primeira jogada que ele conseguiu cruzar na nossa área foi no lance do gol de empate. Depois, em jogada de contra-ataque, quando estávamos todos no nosso campo, um contra-ataque rápido e a gente não definir a jogada. Perder nunca é bom. Depois de um primeiro tempo excelente, permitimos que o adversário entrasse no jogo e conseguisse a virada".

A semana do Atlético vai ser de jogos decisivos. Primeiro pela Copa Libertadores, na estreia em casa, contra o Sport Boys, da Bolívia. Após o empate com o Godoy Cruz, na Argentina, o Atlético precisa vencer para não se complicar no grupo 6. Em seguida, tem o jogo com a URT, pela semifinal do Campeonato Mineiro.

Adversário que foi bastante elogiado por Roger Machado durante a primeira fase do Estadual. O jogo válido pela nona rodada terminou com triunfo atleticano por 2 a 0, no Independência.

"O jogo contra a URT foi muito duro, muito difícil. É um adversário muito bem organizado e vai repetir de novo, nos dois jogos. A conquista da vantagem a gente deve mantê-la apenas no final do jogo. Nós garantimos esse direito, mas não temos de jogar por ele. Temos de jogar para superar um adversário muito bem organizado e que impôs muita dificuldade para a gente".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos