Pleno do TJD-MG marca julgamento de recurso e Fred segue fora no Mineiro

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação/Atlético-MG

    Fred tem dez gols no Mineiro e é o artilheiro da competição

    Fred tem dez gols no Mineiro e é o artilheiro da competição

Punido com quatro partidas de suspensão pela expulsão no clássico com o Cruzeiro, ainda pela primeira ase do Campeonato Mineiro, o atacante Fred vai desfalcar o Atlético-MG pela terceira vez consecutiva no Estadual. O clube mineiro entrou com recurso para tentar diminuir a pena do jogador e ter a chance de contar com o artilheiro da competição o mais rápido possível.

No entanto, o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG) marcou apenas para a terça-feira (25). Assim, Fred segue suspenso e não vai poder jogar neste domingo, às 16h, contra a URT, no Independência, pelo segundo jogo da semifinal do Mineiro. Portanto, para que o goleador do Estadual, com dez gols, jogue novamente nesta edição do Mineiro, o Atlético vai ter de avançar à final.

Fred foi denunciado no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) – praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente – e poderia pegar até 12 partidas de gancho. No entanto, o camisa 9 do Atlético pegou quatro partidas, punição mínima. O atacante foi expulso no clássico com o Cruzeiro após agredir o zagueiro Manoel, como descreveu o árbitro Igor Júnio Benevenuto na súmula da partida.

No recurso apresentado pelo Atlético, um dos pedidos do clube é pela nulidade do julgamento anterior. O departamento jurídico alvinegro alega que o auditor André Bernardes de Castro não tem condições de participar do processo envolvendo o atleta. No entendimento dos atleticanos o membro do órgão judicial tem ligação com o arquirrival Cruzeiro.

"A nulidade (do julgamento) porque este auditor que votou no caso estava impedido ou suspeito. Ele trabalha no setor de compras do Cruzeiro. O artigo 18 do CBJD determina que auditor respeite os princípios básicos de imparcialidade. Nós temos uma prova juntada em que provamos o vínculo dele com o adversário. Mas é claro que não vamos divulgar agora. Está anexa ao documento", explicou Lásaro Cândido da Cunha, diretor jurídico do Atlético, ao UOL Esporte.

Com Fred fora do segundo jogo com a URT, caso o clube não peça um efeito suspensivo, os desdobramentos do caso vão depender do resultado da partida. Em caso de classificação do Atlético à final do Mineiro, o clube pode contar com o centroavante já na primeira partida da decisão, em caso de vitória no Pleno do TJD-MG. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos