Um ano depois, Atlético-MG enfrenta URT e coincidências vão além da data

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Com Fred suspenso, Rafael Moura vai ser titular do Atlético-MG contra a URT

    Com Fred suspenso, Rafael Moura vai ser titular do Atlético-MG contra a URT

Exatamente um ano atrás o Atlético-MG venceu a URT por 2 a 0, com gols de Lucas Pratto e Rafael Carioca. Resultado mais do que suficiente para classificar o time alvinegro para a final. Neste domingo, também em 23 de abril, o Atlético recebe a URT para mais uma semifinal de Campeonato Mineiro. Mas as coincidências da semifinal de 2017 vão além da data do jogo.

A vitória por 2 a 0 apenas consolidou a campanha melhor do Atlético, que jogava pelo empate, assim como acontece neste domingo. A URT precisa vencer para chegar à final do Estadual. A equipe alvinegra joga pelo empate por ter campanha melhor e ainda empatado o primeiro jogo da semifinal em 1 a 1, com mando do time de Patos de Minas, embora a partida tenha sido realizada no Mineirão.

Mas a principal coincidência está no momento do Atlético em campo. No ano passado, comandado pelo uruguaio Diego Aguirre, o futebol apresentado pelo time atleticano não estava agradando. O treinador chegou bastante criticado para o jogo no Independência, apesar de já classificado na Libertadores.

As derrotas recentes para Independiente Del Valle, do Equador, e Tricordiano, com o time reserva, e Cazares fora do time titular fizeram Aguirre se tornar o alvo favorito da torcida. Tanto que ao marcar o primeiro gol do jogo, o atacante Lucas Pratto foi comemorar com o treinador. Enquanto corria em direção ao treinador, o argentino colocou as mãos nas orelhas, num sinal claro à torcida, que estava vaiando o time naquele momento.

Um ano depois, certamente o clima no Independência vai ser semelhante. Embora o Atlético tenha a vantagem do empate, a torcida exige uma reação do time, que não venceu os dois últimos jogos, um empate com própria URT e a derrota para o Libertad, com uma atuação abaixo da crítica, pela Copa Libertadores. Por outro lado, a sequência é com jogo da Libertadores. Mais uma vez o Atlético tem a equipe paraguaia pela frente, dessa vez em Belo Horizonte. No ano passado, o jogo contra a URT antecedeu ao duelo com o Racing, na Argentina, pelas oitavas de final do torneio continental.

Sete partidas depois de ser vaiado e xingado pela torcida, contra a URT, o técnico Diego Aguirre perdeu o emprego. Foi demitido pelo presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, por não conseguir ser campeão mineiro, perdeu a final para o América-MG, e pela eliminação na Libertadores, caiu nas quartas de final, diante do São Paulo.

Já bastante pressionado e questionado pela torcida, Roger chegou a ser chamado de burro no primeiro jogo com a URT, o treinador precisa fazer o Atlético jogar mais e conseguir os resultados que a torcida e a diretoria esperam, para que o destino não seja o mesmo dos técnicos anteriores da equipe.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG x URT

Data: 23 de abril de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Auxiliares: Pedro Araújo e Ricardo Júnio (ambos MG)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero e Cazares; Robinho e Rafael Moura.
Técnico: Roger Machado.

URT: Juninho; Dick, Diego Borges, Rodolfo e Fabinho; Jô, Allan Dias, Cascata e Thiago Brito; Edmar e Marques.
Técnico: Rodrigo Marques.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos