Quanto vale a invencibilidade? Cruzeiro liga o alerta para evitar "oba-oba"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Cruzeiro

    Invencibilidade de sete jogos é boa, mas exige ainda mais atenção para time de Mano

    Invencibilidade de sete jogos é boa, mas exige ainda mais atenção para time de Mano

Cruzeiro e Atlético iniciam neste domingo o primeiro dos dois clássicos da final que valem o título do Campeonato Mineiro. A partida de ida será disputada no Mineirão, já que o Galo terminou a fase classificatória na liderança e fará o último jogo no Independência. Apesar da vantagem de sair com o título em caso de dois resultados iguais, o histórico recente de confrontos joga a favor do Cruzeiro. Nos últimos sete duelos, a equipe celeste venceu cinco, empatou duas e não foi derrotada em nenhuma ocasião. Mas a invencibilidade de quase dois anos terá importância no clássico de logo mais? Para Mano, todo cuidado é pouco para evitar o salto alto.

"Isso só nos dá ainda mais atenção. São dois grandes clubes, à medida que você alonga um período de invencibilidade, você tem que ficar ainda mais atento. Aquilo que você já construiu faz parte do passado, foi mérito do que fizemos. Já o jogo de domingo é outro jogo, temos que ser competentes se quisermos sair vencedor novamente", comenta o treinador.

Vale lembrar que recentemente os papéis estavam invertidos. Em 2015, era o Atlético de Levir quem detinha uma série de 11 jogos sem perder para o rival. Contudo, em um momento mais favorável ao alvinegro, o Cruzeiro do recém-chegado e já pressionado Luxemburgo acabou surpreendendo. Além de vencer o clássico por 3 a 1, a Raposa ainda triunfou pela primeira vez no novo Independência e deu fim ao status de imbatível do Galo no local.

Ciente da pequena, mas importante vantagem atleticana, Mano Menezes quer pelo menos sair do Mineirão com uma vitória. Se repetir os dois primeiros clássicos do ano e somar os três pontos no Mineirão, o Cruzeiro ficará a um empate no jogo da volta para voltar a ser campeão depois de três anos.

"Eu espero fazer bem esses primeiros 90 minutos e tentar no mínimo sair do Mineirão desmanchando uma pequena vantagem em relação ao Cruzeiro, que é de jogar por dois resultados iguais. O jogo é singular. Agora é a decisão do campeonato e é ainda mais especial, estamos preparados para isso", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos