Mano queixa-se de árbitro em empate entre Cruzeiro e Atlético

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Mano Menezes voltou a criticar a arbitragem em uma partida do Cruzeiro. Dewson Fernando Freitas da Silva, árbitro do empate em 0 a 0 com o Atlético-MG neste domingo (30), no Mineirão, foi alvo da fúria do treinador no jogo de ida da final do Campeonato Mineiro.

Ao término do confronto, o treinador fez a sua análise sobre a atuação do juiz e o acusou de ser tendencioso em algumas decisões durante a partida. O gaúcho crê que faltaram cartões amarelos ao arquirrival e queixou-se também de um suposto pênalti.

"Hoje, tivemos o apoio do nosso torcedor. Você se sente mais à vontade, mas não foi o suficiente para termos uma arbitragem isenta. A arbitragem foi dolorosa, conduziu a situação do jogo inteiro. A gente sabe porque não deu alguns cartões, porque o Marcos Rocha ficaria fora do próximo jogo. O Gabriel deveria ser expulso. Teve um lance visível de penalidade que a gente tem. Se o pessoal não tiver, a gente fornece para vocês", afirmou.

Mano Menezes ainda fez uma cobrança para a partida de volta. Ele espera que o próximo árbitro tenha uma atuação superior à de Dewson Fernando Freitas da Silva:

"Que seja um árbitro que apite bem. Ele deixou o jogo correr e eu sei porque ele deixou o jogo correr. Ele não queria dar cartão amarelo. Ele tinha que respeitar o jogo e é isso que nós queremos para a semana que vem no jogo de volta", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos