Pendurados passam ilesos e treinadores não perdem atletas por suspensão

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Quatro jogadores estiveram pendurados no clássico deste domingo entre Cruzeiro e Atlético, que terminou com o empate por 0 a 0 no Mineirão. O lado atleticano possuía três atletas enquanto a equipe celeste contabilizava só um. Porém, ao fim do jogo, nenhum deles foi advertido.

O atacante Ramón Ábila era o único cruzeirense pendurado para a partida. O argentino começou a partida no banco de reservas e entrou faltando meia hora para o fim. Por isso, o Cruzeiro não perdeu nenhum jogador por suspensão para o jogo da volta, domingo que vem, no Independência. O técnico Mano Menezes ainda poderá contar com Ezequiel e Robinho, que já treinam normalmente com o grupo.

A situação do Galo era mais complicada, já que Roger Machado tinha três grandes pilares do time titular correndo o risco de levarem o terceiro cartão amarelo: o zagueiro e capitão Leonardo Silva, o lateral Marcos Rocha e o volante Elias. Dos três, nenhum foi amarelado. Apenas Maicosuel e Gabriel, que não estavam pendurados, terminaram o jogo com o amarelo na conta.

Com o empate por 0 a 0 na partida de ida, o Galo vai para o jogo da volta precisando de apenas outra igualdade para sair campeão. Ao Cruzeiro, só restará vencer no Horto se quiser sair com a taça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos