Atlético-MG tenta equilibrar estilo "Galo Doido" com a vantagem na final

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Atlético-MG garante que vai jogar de maneira mais ofensiva no Independência

    Atlético-MG garante que vai jogar de maneira mais ofensiva no Independência

Além das fortes equipes que montou nos últimos anos, um dos motivos que explicam o sucesso do Atlético-MG no Independência é a maneira como o time se porta dentro de casa, sempre sufocando o adversário, jogando com a torcida e pressionando em busca do resultado. Assim, são mais de cem vitórias desde que o estádio foi reconstruído, em abril de 2012. É o estilo "Galo Doido", que caracterizou conquistas como a Libertadores 2013 e a Copa do Brasil do ano seguinte. 

Só que neste domingo, a equipe alvinegra vai encontrar uma situação diferente. Na final do Campeonato Mineiro, contra o Cruzeiro, o Atlético tem a vantagem do empate. Dono da melhor campanha na primeira fase do Estadual, o time comando por Roger Machado empatou sem gols na ida, no Mineirão, chegando à partida final com o direito de jogar por uma nova igualdade.

No clássico do Mineirão, o Atlético adotou uma postura muito defensiva, algo que não é comum da equipe. Caracterizado pelo jogo ofensivo e pela quantidade de gols, o time alvinegro deu a bola para o rival, tudo para segurar a vantagem que conquistou durante a primeira fase do Mineiro. A estratégia funcionou muito bem no jogo de ida e o Atlético não deixou o Cruzeiro criar grandes chances no Mineirão.

Mas e agora, no Independência? Como o Atlético vai jogar? Mais uma vez recuado, para segurar o resultado ou vai partir para o ataque, como faz nos jogos no Horto? A resposta é dada pelo capitão Leonardo Silva. O zagueiro garante que o Atlético vai ter uma atenção especial com a vantagem de poder empatar, mas não vai esquecer de atacar, mantendo o estilo de jogo que caracteriza a equipe alvinegra no Independência.

"Nós vamos jogar o jogo. Temos uma vantagem e vamos cuidar dela com muito carinho. Cuidar com muita raça, com muita vontade, para não entregar o jogo para o adversário. Agora, jogando em casa, com a nossa torcida, todos conhecem a característica do Atlético jogando no Independência e não vamos fugir dela, mas vamos cuidar daquilo que nós temos", disse o capitão do Atlético, que vê o time ainda mais confiante após a sequência de bons resultados na temporada.

"Traz confiança para que todos possam acreditar ainda mais no trabalho, que está muito bem feito. Não é por um tropeço que as desconfianças vão aparecer. Temos de manter sempre o foco nos objetivos, que são os títulos. É continuar o trabalho".

No Atlético desde 2011, Leonardo Silva tenta ser campeão estadual em Minas Gerais pela sexta vez. Foram três conquistas com a camisa alvinegra e duas com o Cruzeiro, clube que defendeu entre 2008 e 2009. Para o capitão do Atlético, o time chega pronto para a grande decisão, resultado do trabalho desenvolvido pela comissão técnica de Roger Machado desde janeiro.

"Para a gente que vive o dia a dia, que trabalha no CT, sabia que ia acontecer, era o esperado. O trabalho não é de um dia para o outro. Trabalhamos para que essa evolução acontecesse no momento das decisões. No domingo temos mais uma, depois já vem Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro. É a evolução da equipe em momentos importantes", completou Leonardo Silva, que como capitão do Atlético levantou três taças, a Recopa e a Copa do Brasil, em 2014, e o Campeonato Mineiro do ano seguinte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos