Atlético comemora vitória 200 no clássico. Cruzeiro tem números diferentes

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

O torcedor do Atlético-MG tem muito o que comemorar neste domingo. Com o triunfo por 2 a 1, com gols de Robinho e Elias, para o lado alvinegro, e Ábila, para o lado celeste, o Atlético conquistou seu 44º título do Campeonato Mineiro, acabou com um tabu de oito clássicos sem vitórias e ainda conseguiu a vitória de número 200 sobre o maior rival.

Em 17 de abril de 1921, pouco mais de três meses após a fundação do Palestra Itália, que posteriormente virou Cruzeiro, as duas equipes se enfrentaram, no Estádio Prado Mineiro. Triunfo por 3 a 0 da equipe fundada pela colônia italiana de Belo Horizonte. No encontro seguinte, valendo pelo Campeonato da Cidade, o Atlético venceu por 2 a 1, dois meses depois.

Ali foi o início de uma das maiores rivalidades do futebol mundial. Rivalidade que cresceu bastante a partir da década de 1950, quando Atlético e Cruzeiro passaram a polarizar o futebol em Minas Gerais. E algo que é visto até mesmo nas estatísticas dos confrontos. Cada rival tem a sua própria conta.

Enquanto o Atlético comemora a vitória 200 sobre o Cruzeiro, o clube celeste considera que foi derrota de número 187 para o grande rival. Diferença que foi estabelecida por critérios diferentes adotados por cada clube na avaliação dos jogos. Pela conta alvinegra, o clássico que decidiu o Estadual desta temporada foi o de número 500. Já para o Cruzeiro, a decisão do Mineiro foi o confronto número 481 com o rival.

Considerando a conta alvinegra, o Atlético é o primeiro grande clube do futebol brasileiro a bater o rival 200 vezes. Números que só são vistos em alguns clássicos do Norte e do Nordeste brasileiro.

Outra marca que deixa o atleticano orgulhoso é o fato de ter a maior goleada do confronto. Em 27/11/1927, no Estádio da Alameda (antigo campo do América-MG), o Atlético fez 9 a 2 sobre o Palestra Itália, pelo Campeonato da Cidade. Said (3), Jairo (3), Mário de Castro (2) e Getúlio marcaram os gols atleticanos na maior goleada da história do clássico mineiro.

Os números do Clássico:

Atlético:

500 jogos – 200 vitórias – 166 derrotas – 132 empates – 708 gols feitos e 634 gols sofridos

Cruzeiro:

481 jogos – 165 vitórias –  187 derrotas – 128 empates – 622 gols feitos e 677 sofridos

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos