Atlético-MG empata com o Boa na estreia do Mineiro e segue sem gols em 2018

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação

    Carlos disputa em jogo entre Atlético-MG e Boa Esporte

    Carlos disputa em jogo entre Atlético-MG e Boa Esporte

A opção do técnico Oswaldo de Oliveira foi por escalar o time reserva do Atlético-MG contra o Boa Esporte. A estratégia serviu para que os titulares tivessem mais tempo de pré-temporada, mas não foi boa em termos de Campeonato Mineiro. Na estreia da competição estadual, a equipe empatou por 0 a 0 com o Boa, no estádio Dilzon Melo, em Varginha.

Um início de temporada sem gols para o time atleticano. Já são três jogos no ano, dois pela Florida Cup e agora um pelo Mineirão. São duas derrotas, um empate e nenhum gol marcado. A esperança é que o primeiro tento seja feito no domingo, com a estreia do time titular na competição estadual.

Dupla Yago e Blanco deu mobilidade ao time

Apesar do empate, nem tudo foi ruim na atuação do Atlético-MG em Varginha. A dupla de volantes formada por Yago e Gustavo Blanco foi firme na marcação e apareceu como ótima opção de passe na saída do time para o ataque. Um alento para o técnico Oswaldo de Oliveira.

Valdívia erra muito e não arma o Atlético-MG

Atuando centralizado, a principal missão de Valdívia diante do Boa Esporte era armar o time. Porém, o camisa 20 não conseguiu fazer o que se esperava. Burocrático, com muitos passes de lado e pouca participação no jogo, segue devendo bom futebol aos torcedores atleticanos. Nem mesmo nas cobranças de escanteio o meia conseguiu criar chances de gol.

Erik foi destaque enquanto teve fôlego

Divulgação Atlético-MG
Erik fez boas jogadas na estreia pelo Atlético-MG

Logo no primeiro jogo o atacante Erik mostrou sua principal característica: a velocidade. E isso funcionou muito bem enquanto o camisa 18 do Atlético-MG teve fôlego para correr pela ponta esquerda. Inclusive foi em uma jogada de Erik que o Galo teve sua melhor oportunidade. O atacante bateu os defensores na velocidade e passou para Carlos, que não conseguiu concluir a jogada, já com o goleiro fora do lance.

Retornos não agradam

Patric, Danilo, Hyuri e Carlos, jogadores do Atlético-MG que passaram a última temporada emprestados, tiveram oportunidade em seu retorno. O destaque foi Carlos. Participou bastante da partida com muita movimentação, mas pecou na hora de finalizar. Foram pelo menos três boas chances, sendo que em duas o atacante não conseguiu alcançar a bola.

Atlético-MG controla, mas Boa tem melhor chance

No primeiro tempo, o Atlético-MG teve certo domínio do jogo. Com mais posse de bola, o time da capital quase não foi agredido pelo adversário. No entanto, o Galo apresentou muita dificuldade para trocar passes no campo de ataque e criar boas oportunidades.

As melhores chances foram com Carlos e Gustavo Blanco, que não finalizaram da melhor maneira. Mesmo com dificuldades para jogar, a chance mais clara da etapa foi do Boa Esporte. Após chute de Amaral, a bola desviou na defesa e sobrou para Lucas Hulk, sozinho com Victor, mas o atacante do Boa chutou para fora.

Mais erros de finalização na etapa final

Assim como foi no primeiro tempo, o Atlético-MG teve maior posse de bola. A equipe treinada por Oswaldo de Oliveira chegou mais vezes na área do Boa Esporte, mas  as chances criadas não foram aproveitadas, quase sempre com finalizações ruins ou até mesmo furadas - como aconteceu com Carlos. O melhor chute foi do jovem Marco Túlio, para grande defesa do goleiro Fabrício.

Antigo patrocinador segue na camisa

Em dezembro se encerou o contrato de patrocínio da Vilma com o Atlético-MG. A empresa do ramo de alimentos exibiu sua marca nas mangas da camisa alvinegra durante três anos, entre 2015 e 2017. No entanto, assim como aconteceu na Copa São Paulo de Futebol Júnior e na Florida Cup, o nome do antigo patrocinador segue no uniforme atleticano no Campeonato Mineiro.

Titulares estreiam domingo

O próximo compromisso do Atlético-MG no Campeonato Mineiro está marcado para domingo, às 17h, no Independência. Porém, da equipe que começou o jogo com o Boa Esporte, apenas o goleiro Victor deve estar em campo. O técnico Oswaldo de Oliveira já informou que vai alterar entre titulares e reservas neste começo de temporada.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 0 X 0 ATLÉTICO-MG

Data: 18 de janeiro de 2018, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 1ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Dilzon Melo (Melão), em Varginha (MG)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Assistentes: Felipe Costa Oliveira (MG) e Sidimar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Amaral (BOA) Danilo (CAM)

BOA ESPORTE
Fabrício; Joazi, Caíque, Renato Justi e Elivelton; Amaral, Alyson (Sapê, aos 23 do 2º) Lucas Hulk, Diego Luís (Rodolfo, aos 39 do 2º) e Christiano; João Guilherme (Marcílio, aos 43 do 2º).
Técnico: Sidney Moraes.

ATLÉTICO-MG
Victor, Patric, Bremer, Matheus Mancini e Danilo Barcelos; Yago, Gustavo Blanco, Hyuri (Marco Túlio, aos 27 do 2º), Valdívia e Erik (Pablo, aos 43 do 2º); Carlos.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos