Em boa fase, Rafinha pode "atrasar" escalação ideal no Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Contra o Tupi, Rafinha foi titular e Thiago Neves começou no banco de reservas

    Contra o Tupi, Rafinha foi titular e Thiago Neves começou no banco de reservas

Robinho, Thiago Neves, Arrascaeta e Fred. Certamente esse é o quarteto ofensivo que a maior parte da torcida do Cruzeiro deseja ver em campo nesta temporada. Porém, não vai ser fácil o técnico Mano Menezes chegar a essa escalação. A explicação está na boa fase de Rafinha, que vem se destacando desde a reta final do último Campeonato Brasileiro.

Após a conquista da Copa do Brasil o então camisa 70 se tornou um dos protagonistas da equipe. Agora, em função da participação celeste na Copa Libertadores, Rafinha passou a usar o número 18. E a estreia foi da melhor maneira possível. O meia manteve o bom rendimento do fim de 2017, fez um dos gols no triunfo por 2 a 0 sobre o Tupi e foi eleito o melhor campo, em votação no site oficial do clube.

"Cruzeiro já tinha um grupo qualificado e se reforçou, trouxe grandes jogadores. E os atletas que tiverem a oportunidade de jogar vão precisar mostrar isso dentro de campo, sem pensar em desperdiçar as chances", comentou o jogador, que também foi o responsável pela jogada do primeiro gol da noite, anotado por Robinho.

Contra o Tupi, quem ficou no banco de reservas foi Thiago Neves. Algo que não deve seguir por muito tempo, afinal se trata do jogador de maior peso do Cruzeiro na última temporada. Por outro lado, Rafinha também está bem fisicamente, como revelou o técnico Mano Menezes.

"O Rafinha carrega pouco peso. E quem carrega pouco peso, precisa de menos tempo para se condicionar", brincou o treinador cruzeirense, deixando claro que seu camisa 18 está num estágio a frente dos demais.

No entanto, a definição sobre quando o cruzeirense vai ver em campo o quarteto ideal deve ficar mais para frente. Neste sábado, contra a Caldense, em Poços de Caldas, Mano Menezes deve modificar bem o time, em comparação com o que começou diante do Tupi. A tendência é que muitos titulares sequer viagem, por causa do curto tempo entre os dois jogos.

Assim, pelo menos até a próxima quarta-feira, quando o Cruzeiro recebe o Uberlândia, no Mineirão, Rafinha deve seguir com status de titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos