Atlético-MG tem atuação ruim com reservas e é derrotado pelo Villa Nova

Do UOL, em Belo Horizonte

  • CRISTIANE MATTOS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Huyri, do Atlético-MG, tenta parar o ataque do Villa Nova

    Huyri, do Atlético-MG, tenta parar o ataque do Villa Nova

Dando sequência à estratégia traçada para aprimorar a equipe titular, o Atlético-MG entrou em campo com os reservas, assim como já tinha acontecido na estreia do Campeonato Mineiro contra o Boa Esporte. Porém, em Nova Lima, o Galo não conseguiu somar pontos. Com gol de Daniel Morais, de pênalti, o Villa Nova venceu por 1 a 0, nesta quinta-feira (25), no estádio Castor Cifuentes.

Resultado que deixa a equipe treinada por Oswaldo de Oliveira apenas na quinta colocação, passadas três rodadas. O próximo compromisso, contra o Patrocinense, o Galo vai jogar com o time titular. Jogo marcado para domingo (28), às 17h, no Independência.

Erik se salva entre os homens de frente

O Atlético-MG começou o jogo com um quarteto ofensivo formado por Erik, Hyuri, Valdívia e Carlos. Destes, apenas Erik conseguiu jogar bem. O jogador emprestado pelo Palmeiras foi quem mais criou oportunidades para a equipe alvinegra. Tanto que dos quatro homens frente, o camisa 18 foi o único que terminou o jogo.

Matheus Mancini vai muito mal na marcação

O Villa Nova encontrou um ponto fraco na defesa do Atlético-MG. As principais jogadas da equipe de Nova Lima foram todas em cima do zagueiro Matheus Mancini. O defensor perdeu praticamente todas as disputadas. O camisa 15 do Galo foi amarelado e ainda teve a infelicidade de cometer o pênalti que originou o gol do Villa.

Valdívia soma mais uma atuação ruim

O Atlético-MG investiu pesado para contar com Valdívia. Porém, o camisa 20 tem mais momentos ruins do que bons pelo clube mineiro. O jogo com o Villa Nova entra para a lista de mais uma fraca atuação. Assim como havia acontecido diante do Boa Esporte, na estreia do Mineiro, Valdívia atuou centralizado e com a missão de armar o time. Porém o meia não conseguiu dar prosseguimento nas jogadas e várias oportunidades foi facilmente desarmado.

Primeiro tempo com apenas uma finalização certa

Talvez o calor seja a justificativa, mas o fato é que Villa Nova e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo muito ruim, sem nenhuma chance clara de gol. No total foram seis finalizações, duas do time da casa e quatro dos visitantes. Porém, apenas uma foi no rumo do gol. E aconteceu somente aos 46 minutos, em chute de fora da área do atacante Erik. A bola foi sem força e facilmente defendida pelo goleiro Renan.

Villa abre o placar de pênalti

No primeiro tempo o Atlético pediu pênalti após a bola bater na mão do lateral Marcelo. Lance semelhante aconteceu na mesma área, mas na etapa final. A bola bateu na coxa e depois no braço de Matheus Mancini. O árbitro Jeferson Antônio da Costa marcou pênalti. Daniel Morais bateu muito bem e colocou o Villa Nova na frente.

Atlético-MG melhora após sofrer o gol

Sem inspiração no primeiro tempo e sufocado nos minutos iniciais da segunda parte, o Atlético-MG melhorou após sofrer o gol. Em poucos minutos o Galo já tinha criado mais oportunidades do que tinha conseguido até então. Porém, apesar de chegar algumas vezes com bastante perigo, faltou um pouco mais de calma na hora de finalizar.

Galo termina o jogo com ataque da base

Marco Túlio, Bruno Roberto e Alerrandro. Foi o ataque do Atlético nos minutos finais da partida com o Villa Nova. Todos formados nas categorias de base do clube. Destaque para Bruno Roberto, que entrou mostrando muita personalidade e partindo para cima dos marcadores. Porém, ficou claro que todos não estão prontos. São jogadores talentosos, mas que precisam trabalhar um pouco mais com a comissão técnica do profissional.

FICHA TÉCNICA
VILLA NOVA-MG 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Data: 25 de janeiro de 2018, quinta-feira
Horário: 18h30 (de Brasília)
Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima (MG)
Árbitro: Jeferson Antônio da Costa (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Pablo Almeida Costa (MG)
Cartão amarelo: - (VIL) Matheus Mancini (CAM)
Gol: Daniel Morais aos 7 minutos do segundo tempo.

VILLA NOVA-MG: Renan, Nequinha, Rafael, Otávio e Marcelo; Ceará, Marzagão, Paulo Vitor, Núbio Flávio (Leozinho, aos 25 do 2º) e Carrara (Luis Felipe, aos 39 do 2º); Daniel Morais.
Técnico: Ito Roque.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Bremer, Matheus Mancini e Danilo; Yago, Gustavo Blanco, Hyuri (Marco Túlio, aos 17 do 2º) e Valdívia (Bruno Roberto, aos 29 do 2º); Erik e Carlos (Alerrandro, aos 29 do 2º).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos