Em baixa, Valdívia perde vaga no Galo para jovem no 2º jogo profissional

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Aos 17 anos, Bruno estreou como profissional contra o Villa e deixou uma boa impressão

    Aos 17 anos, Bruno estreou como profissional contra o Villa e deixou uma boa impressão

Sem convencer no Atlético-MG e com poucos meses de contrato pela frente, Valdívia sequer irá ao banco de reservas no jogo deste domingo contra o Patrocinense, às 17h, no Independência, pelo Campeonato Mineiro. No lugar do antes badalado meia, Oswaldo de Oliveira deve dar nova chance a Bruno Roberto, camisa 10 do time que disputou a Copa São Paulo e fez, na última rodada, seu primeiro jogo como profissional. 

Com apenas 17 anos, Bruno Roberto vive uma ascensão meteórica. Há duas semanas ele ainda disputava a competição de juniores quando atraiu a atenção do time profissional. Depois de alguns treinos, foi para o banco no duelo contra o Villa Nova. Entrou no lugar do próprio Valdívia faltando apenas 15 minutos para o fim do jogo, mas impressionou principalmente pela ousadia dentro das quatro linhas, algo que o companheiro ainda não mostrou em 2018. Agora, Bruno foi novamente relacionado.

Pode parecer pouco, mas não é. Se na última rodada a chance veio em um time cheio de reservas, Bruno Roberto agora aparecer entre estrelas do elenco como Victor, Elias, Fabio Santos e Róger Guedes. 

Para Valdívia, é mais uma notícia ruim. Titular em duas das três partidas do Galo no Estadual, o jogador emprestado pelo Internacional não consegue deslanchar em Minas Gerais e, pelo visto, está cada vez mais sem prestígio. Melhor para Bruno Roberto, que neste domingo vai ficar no banco de reservas do time titular. Seguindo a estratégia traçada no começo da pré-temporada e que vai ser mantida pelo menos até a estreia na Copa do Brasil, marcada para o dia 7 do próximo mês, contra o Atlético-AC, Oswaldo de Oliveira vai alterar os jogos entre titulares e reservas.

Apesar da derrota contra o Villa, Bruno Roberto mostrou em poucos lances que tem talento e potencial. Neste domingo, diante da torcida, o jovem meia atleticano pode ter uma nova oportunidade, e em uma situação bem menos complicada do que foi na estreia, quando entrou com o time perdendo e num gramado que não é dos melhores.

"O Bruno, em quatro treinos, fez quatro gols de fora da área. É uma coisa que, assim que identificamos, procuramos acentuar o treinamento dele nesse ponto de vista. Porque ele tem muita qualidade", comentou Oswaldo de Oliveira, que promete uma atenção especial e muito trabalho, para lapidar mais um talento que surge no futebol nacional.

"O amadurecimento para entrar na equipe é uma coisa diferente. A gente segue acompanhando, observando, conversando, mostrando. Tendo oportunidade, nós vamos utilizar. Só que com a paciência que tem que me caracterizar. Respeito muito a ansiedade do torcedor. Mas eu tenho um protocolo, um condicionamento a seguir. E vou fazer isso para beneficiar primeiramente o Atlético, depois o jogador e, depois, o deleite da torcida", completou o comandante.

ATLÉTICO-MG X PATROCINENSE

Data: 28 de janeiro de 2018, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Motivo: 4ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Felipe Fernandes Lima (MG)
Assistentes: Ricardo Júnio de Souza e Augusto Magno Ramos (ambos MG)

ATLÉTICO-MG: Victor, Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Arouca, Elias, Otero e Cazares; Róger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

PATROCINENSE: Neguete, Ângelo, Diego Borges, Rodolfo Mol e Magal; Romário, Mario César, Leomir e Juninho Arcanjo; Gênesis e Ademir. Técnico: Rogério Henrique.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos