Pressão após tropeços no Mineiro faz Atlético-MG rever planejamento

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Oswaldo pode mudar planejamento inicial por causa dos tropeços no Mineiro

    Oswaldo pode mudar planejamento inicial por causa dos tropeços no Mineiro

O começo irregular do Atlético-MG no Campeonato Mineiro faz o técnico Oswaldo de Oliveira cogitar uma alteração no planejamento traçado para os primeiros jogos do ano. Com duas partidas por semana, o treinador utilizou escalações diferentes. Reservas atuaram fora de casa e os titulares no Independência. Pela estratégia traçada no começo da pré-temporada, esse revezamento de times ficaria até a estreia na Copa do Brasil, mas os resultados ruins fizeram a torcida alvinegra ficar insatisfeita. Cobrança que ficou maior após o empate por 2 a 2, com o Patrocinense, nesse domingo, no Horto.

Por isso, já na próxima rodada do Campeonato Mineiro, pode ser que os titulares sejam escalados. O Atlético visita a URT, em Patos de Minas. A partida vai ser disputada somente três dias antes do confronto com o Atlético-AC, no Acre, pela Copa do Brasil. Com apenas uma vitória em quatro rodadas, Oswaldo de Oliveira não descarta uma alteração no planejamento.

"Independentemente dos resultados, estou levando em consideração o comportamento da equipe. Gostei muito dos dois primeiros jogos, do empate em Varginha e da vitória sobre o Democrata-GV. Já não gostei tanto dos últimos jogos, da derrota para o Villa e o empate aqui. É lógico que nós vamos precisar revigorar a equipe para passar a vencer também no Campeonato Mineiro, para não perder tudo e aí não tem planejamento", disse Oswaldo.

Em quatro partidas do Estadual, o Galo venceu apenas o Democrata. São apenas cinco pontos somados em 12 disputados. Desempenho e aproveitamento muito abaixo do que esperado. Neste momento, o Galo ocupa a quarta colocação, mas sabe que vai terminar a quarta rodada no quinto lugar, atrás do Democrata-GV ou da URT, que se enfrentam nesta segunda.

Com apenas cinco pontos, o Galo viu seus rivais dispararem na liderança. Cruzeiro e América-MG já chegaram aos dez pontos. Diferença que praticamente tira o Atlético da disputa pelo primeiro lugar, que garante vantagens nas fases decisivas do torneio.

"O planejamento ele acontece, mas precisa ser recheado com o comportamento da equipe. Isso é uma coisa que vou analisar durante a semana de trabalho e ver como podemos fazer. Pode ter alteração? Claro que sim, todo o planejamento pode ser modificado", completou Oswaldo, que neste começo de ano já utilizou 25 jogadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos