Pressão após tropeços no Mineiro faz Atlético-MG rever planejamento

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Oswaldo pode mudar planejamento inicial por causa dos tropeços no Mineiro

    Oswaldo pode mudar planejamento inicial por causa dos tropeços no Mineiro

O começo irregular do Atlético-MG no Campeonato Mineiro faz o técnico Oswaldo de Oliveira cogitar uma alteração no planejamento traçado para os primeiros jogos do ano. Com duas partidas por semana, o treinador utilizou escalações diferentes. Reservas atuaram fora de casa e os titulares no Independência. Pela estratégia traçada no começo da pré-temporada, esse revezamento de times ficaria até a estreia na Copa do Brasil, mas os resultados ruins fizeram a torcida alvinegra ficar insatisfeita. Cobrança que ficou maior após o empate por 2 a 2, com o Patrocinense, nesse domingo, no Horto.

Por isso, já na próxima rodada do Campeonato Mineiro, pode ser que os titulares sejam escalados. O Atlético visita a URT, em Patos de Minas. A partida vai ser disputada somente três dias antes do confronto com o Atlético-AC, no Acre, pela Copa do Brasil. Com apenas uma vitória em quatro rodadas, Oswaldo de Oliveira não descarta uma alteração no planejamento.

"Independentemente dos resultados, estou levando em consideração o comportamento da equipe. Gostei muito dos dois primeiros jogos, do empate em Varginha e da vitória sobre o Democrata-GV. Já não gostei tanto dos últimos jogos, da derrota para o Villa e o empate aqui. É lógico que nós vamos precisar revigorar a equipe para passar a vencer também no Campeonato Mineiro, para não perder tudo e aí não tem planejamento", disse Oswaldo.

Em quatro partidas do Estadual, o Galo venceu apenas o Democrata. São apenas cinco pontos somados em 12 disputados. Desempenho e aproveitamento muito abaixo do que esperado. Neste momento, o Galo ocupa a quarta colocação, mas sabe que vai terminar a quarta rodada no quinto lugar, atrás do Democrata-GV ou da URT, que se enfrentam nesta segunda.

Com apenas cinco pontos, o Galo viu seus rivais dispararem na liderança. Cruzeiro e América-MG já chegaram aos dez pontos. Diferença que praticamente tira o Atlético da disputa pelo primeiro lugar, que garante vantagens nas fases decisivas do torneio.

"O planejamento ele acontece, mas precisa ser recheado com o comportamento da equipe. Isso é uma coisa que vou analisar durante a semana de trabalho e ver como podemos fazer. Pode ter alteração? Claro que sim, todo o planejamento pode ser modificado", completou Oswaldo, que neste começo de ano já utilizou 25 jogadores.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos