Globo e política do Galo farão Independência receber 2 jogos no mesmo dia

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Estádio Independência vai ter um domingo diferente, com dois jogos no mesmo dia

    Estádio Independência vai ter um domingo diferente, com dois jogos no mesmo dia

Quatro dos seis jogos da 9ª rodada do Campeonato Mineiro vão ser disputados no mesmo dia, o próximo domingo. Dois deles serão no mesmo estádio e com as três maiores torcidas de Belo Horizonte envolvidas. Pela manhã, às 11h, o maior confronto do futebol mineiro, com Atlético-MG x Cruzeiro. Um pouco mais tarde, às 17h, é a vez de o América-MG receber o Democrata-GV.

Mas por que Atlético, Cruzeiro e América vão jogar no mesmo dia no Horto? A pergunta foi feita pelo UOL Esporte aos envolvidos. Uma série de fatores explicam o motivo de duas partidas no mesmo estádio e separadas por pouco mais de quatro horas. Veja abaixo o que levou a Federação Mineira de Futebol tomar a decisão de marcar dois jogos no Independência para o dia 4 de março de 2018.

Clássico fora da televisão aberta

André Yanckous/AGIF
Clássico deste domingo entre Atlético e Cruzeiro não vai ter transmissão na TV aberta

Por força de contrato, o clássico entre Atlético e Cruzeiro da primeira fase do Mineiro não é transmitido pela Rede Globo, detentora dos direitos da competição. A estratégia é não passar o jogo mais atrativo da competição para aumentar a receita com a venda de pacotes no Pay-Per-View. Bom também para os clubes, já que sem TV aberta a demanda por ingressos sobe.

Sem ter o maior duelo do futebol mineiro na grade, a Globo escolheu América-MG x Democrata-GV para ser o jogo da rodada televisionado para boa parte de Minas Gerais, o que já se tornou um costume em situações do tipo. Com exceção dos clássicos com Atlético e Cruzeiro, o América só é transmitido na TV aberta na rodada em Galo e Raposa se enfrentam.

Interferência das Copas Libertadores e do Brasil

Como o jogo do América tem de ser no domingo, às 17h, para atender a detentora dos direitos de transmissão, bastava o clássico entre Atlético e Cruzeiro ser disputado no sábado, como aconteceu no ano passado. Porém, de acordo com a assessoria de imprensa da FMF, a entidade optou por não tirar o jogo do domingo por causa das participações de Cruzeiro e Atlético nas Copas Libertadores e do Brasil, respectivamente. A Raposa enfrentou o Racing, na Argentina, na terça (27), e o Galo jogou contra o Figueirense, em Florianópolis, no dia seguinte (28).

A agenda, porém, tecnicamente não impediria a realização do jogo no sábado. Mesmo jogando fora de casa, Cruzeiro e Atlético-MG teriam mais de dois dias de intervalo entre um jogo e outro, sendo que o Galo, com a agenda mais apertada, atuou em território nacional. 

A própria FMF admite que a sugestão de o clássico ser disputado no domingo, às 11h, foi da própria televisão. O horário não é novidade no duelo entre Atlético e Cruzeiro. Há dois anos, também no Independência, o confronto válido pela primeira fase do Estadual também foi numa manhã de domingo. O time celeste venceu por 1 a 0, com gol de Rafael Silva.

Atlético sequer procurou o Mineirão

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Atlético-MG jogou poucas vezes como mandante no Mineirão desde 2013

É no mínimo curioso o Mineirão ficar sem receber uma partida de futebol em um domingo com duas partidas no Independência. Mas existem alguns motivos que fazem o estádio, que recebeu uma semifinal de Copa do Mundo, ficar fora desta rodada. Por opção da diretoria do Atlético, o Independência se tornou a casa do clube, com raras exceções, desde maio de 2012.

O Galo sequer procurou o Mineirão para negociar a possibilidade de levar o clássico para o Gigante da Pampulha. No entendimento dos dirigentes atleticanos, o custo do estádio é muito elevado. Segundo o presidente Sérgio Sette Câmara, durante sua gestão o Galo só vai jogar no Mineirão em fases decisivas, com a certeza de levantar um bom valor com a venda de ingressos.

América tem prioridade no Independência

O Independência pertence ao América, mas é administrado pela LuArenas, antiga BWA Arenas, que mantém uma parceria comercial com o Atlético. Porém, apesar de o Galo ter maior participação nas decisões que envolvem o Horto, é do Coelho a preferência para jogar. Pela licitação, sempre que tiver mais de um jogo marcado para o mesmo horário, a partida do América deve prevalecer.

A situação aconteceu na última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro de 2013. Por se tratar de uma jornada decisiva, todas as partidas foram disputadas no mesmo dia e horário. Assim, o Atlético teve de enfrentar o Villa Nova no Mineirão e o Independência ficou com o América, que recebeu o Tombense.

Decisão tomada após o aval da Polícia Militar

Bernardo Lacerda/UOL
Rua Pitangui é o local de concentração para atleticanos e americanos

A Federação Mineira de Futebol divulgou a mudança do horário no clássico entre Atlético e Cruzeiro no dia 13 de janeiro. A decisão, no entanto, só foi tomada após uma consulta à Polícia Militar, informou a assessoria de imprensa da FMF. Com o aval da PM, a entidade colocou duas partidas para o mesmo dia no Independência. A preocupação existe por se tratar de um estádio localizado em um bairro residencial.

Localizado no Horto, Região Leste de Belo Horizonte, o Independência é cercado por ruas estreitas e até mesmo um beco. A avenida mais próxima é a Silviano Brandão. Por esse fator, as torcidas se concentram em bares que ficam separados por poucos metros do estádio. A Rua Pitangui é a favorita dos torcedores do Atlético e do América, o que eleva a preocupação com a segurança, pois pode acontecer o encontro de atleticanos e americanos.

Limpeza vai ser a prioridade após o clássico

Carlos Cruz / Site Oficial
Torcida do América-MG vai usar apenas dois setores do Indepedência

Em junho de 2016 o Independência teve seu menor intervalo entre dois jogos. No dia 18, às 21h, o América-MG recebeu o Coritiba pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Na manhã seguinte, às 11h, teve Atlético-MG x Ponte Preta. Foram cerca de 12 horas para deixar tudo preparado para o confronto entre alvinegros. Deu certo. Desta vez, vão ser apenas quatro horas de intervalo entre Atlético x Cruzeiro e América x Democrata.

Hélber Gurgel gerente administrativo da LuArenas, empresa que administra a Arena Independência, contou ao UOL Esporte qual é a prioridade assim que o juiz apitar o final do jogo.

"A nossa maior preocupação é com a limpeza. É fazer o serviço de assepsia para atender os torcedores do América. O que nos ajuda é que o América utiliza menos setores do que o Atlético. Então vamos concentrar todos os nossos esforços na limpeza dos setores especial Ismênia e Minas, além dos vestiários. Com isso, temos certeza absoluta que vamos vencer essa barreira e entregar o estádio dentro do que é adequado", disse Gurgel, que espera a colaboração dos estafes de Atlético e Cruzeiro, para deixar os vestiários preparados para o jogo da tarde.

"Outra preocupação nossa é com a desocupação dos vestiários, que os clubes do primeiro jogo saíam com um tempo suficiente para a gente limpa. Mas acredito que os clubes estão cientes que são dois jogos, assim como a Federação. Como foi ela quem marcou, acredito que vai nos ajudar nisso".

Além da limpeza nos locais citados, o campo também vai receber uma atenção especial. O gramado será cortado entre as duas partidas e, se necessário, as marcações serão pintadas.

Em 2000, teve rodada dupla e com o Corinthians

A última vez que os três clubes da capital atuaram no mesmo dia e no mesmo estádio foi pela Copa João Havelange, nome que recebeu o Campeonato Brasileiro de 2000. Foi em 4 de novembro daquele ano, um sábado. Então líder da competição, o Cruzeiro recebeu o Corinthians e venceu por 3 a 1, de virada. Na sequência, Atlético e América fizeram o clássico mineiro, vencido pela equipe alviverde, por 1 a 0.

Mesmo sendo um dia com dois jogos e grandes camisas envolvidas, o público no Mineirão não foi dos melhores. Apenas 18.670 torcedores pagaram ingresso. Naquela época o Gigante da Pampulha era bem diferente e tinha capacidade para receber mais de 100 mil pessoas. Desde então ele passou por duas reformas. A primeira em 2004 e a segunda, bem maior, foi entre 2010 e 2013, visando a Copa do Mundo de 2014.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos