Esquecido no Palmeiras, Erik se reencontra como meia no Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Erik começou o ano como reserva e logo assumiu a condição de titular do Atlético-MG

    Erik começou o ano como reserva e logo assumiu a condição de titular do Atlético-MG

Em dezembro de 2015, o Palmeiras pagou caro ao Goiás para contratar Erik por mais de R$ 13 milhões por 60% dos direitos federativos do atacante. Apesar do investimento, o jogador atuou poucas vezes com a camisa alviverde. Foram somente 44 partidas em duas temporadas, com apenas três gols anotados, todos em 2016, ano que foi campeão brasileiro. Esquecido no clube paulista, Erik foi emprestado ao Atlético-MG e tem reencontrado o bom futebol atuando numa posição diferente.

Como Ricardo Oliveira é o centroavante do time e as pontas são ocupadas por Otero, pela esquerda, e Róger Guedes, pela direita, o espaço que sobrou para Erik foi o centro. O camisa 18 tem jogado como meia e, pelo menos neste começo de trabalho de Thiago Larghi, tem funcionado.

Erik tem sido decisivo para o Atlético na Copa do Brasil. Foi dele o gol da classificação na primeira, contra o Atlético-AC, e foi com passe dele o gol de Otero no triunfo sobre o Figueirense, em Santa Catarina, que deu ao Galo importante vantagem na disputa por um lugar na quarta etapa do torneio nacional.

Jeferson Guareze/Agif/Estadão Conteúdo
Erik ficou um ano e meio sem fazer gols atuando pelo Palmeiras

"Sou um atleta que tem muita versatilidade, isso facilita muito o trabalho do treinador no dia a dia. Em certos momentos procuro trocar com o Otero e com o Guedes. Estou muito feliz jogando ali no meio e espero ajudar o Galo e toda equipe", disse Erik, que em menos de dois meses de Atlético já disputou nove partidas. No ano passado, por exemplo, foram somente 14 jogos pelo Palmeiras.

E a troca de posição durante a partida tem sido algo importante para o time. Ponto destacado pelo jogador e ressaltado por Thiago Larghi, o técnico interino do Galo.

"Foi uma boa combinação. Eles têm total mérito nisso, porque fazem trocas. A qualidade de jogo deles é impressionante. São jogadores muito qualificados. Na frente, a gente dá liberdade para eles usarem a criatividade e a qualidade que têm", comentou Larghi.

Neste domingo, um novo desafio para Erik. O primeiro clássico com o Cruzeiro. O atacante que tem atuado como meia lembra do triunfo por 3 a 0, partida que iniciou a boa sequência atleticana na temporada, para servir de incentivo para o duelo deste domingo.

"Focado para o clássico, espero conquistar um grande resultado. Conquistamos uma grande vitória contra o América, agora vamos em busca de outro bom resultado".

Erik chegou ao Atlético emprestado pelo Palmeiras até o final da temporada. Porém, sem valores fixados. Caso seja interesse do Galo na contratação definitiva do jogador, vai ser necessário uma nova negociação com o clube paulista no fim de 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos