Fábio completa 18 anos de Cruzeiro e lembra do pai: "exemplo de vida"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • © Mauricio Farias/Light Press/Cruzeiro

    Goleiro não teve muito trabalho contra o Galo, mas cumpriu dever quando foi exigido

    Goleiro não teve muito trabalho contra o Galo, mas cumpriu dever quando foi exigido

O goleiro Fábio passou um pouco despercebido, mas fechou o gol do Cruzeiro na vitória por 1 a 0 diante do Atlético, no clássico mineiro deste domingo. O jogo marcou 18 anos de sua estreia pelo Cruzeiro, que aconteceu em 4 de março de 2000. Após a partida, o camisa 1 lembrou do pai, José Ramão de Souza Maciel, falecido na última segunda-feira.

"Agradeço a Deus pelos 66 anos que ele deixou meu pai com a gente. É difícil, mas nós ainda vamos nos ver, foi só uma passagem importante que tivemos com ele. Foi referência não só para mim, mas para minhas irmãs e meus tios. Exemplo de vida, foram 66 anos de muita alegria", comentou.

Fábio teve duas excelentes participações, uma em cada tempo. Ainda com a partida empatada, Otero cobrou uma falta bastante venenosa de fora da área, mas o camisa 1 celeste conseguiu defender com o pé  e evitou uma das poucas chances de gol que o Atlético teve no jogo. No segundo tempo, fechou sua meta novamente, parando o atacante Erik, que saiu na cara do gol.

"Graças a Deus, a equipe fez um belo jogo. Mesmo com um a menos, conseguiu se comportar bem dentro de campo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos