Ricardo Oliveira diz que Galo não aproveitou as chances contra o Cruzeiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Ricardo Oliveira teve uma boa chance no clássico, mas chutou para fora

    Ricardo Oliveira teve uma boa chance no clássico, mas chutou para fora

A derrota para o Cruzeiro, por 1 a 0, no clássico da primeira fase do Campeonato Mineiro, doeu bastante para o torcedor do Atlético-MG. Após um começo ruim de temporada, a equipe havia mostrado alguma evolução e já estava invicto há quatro jogos. Porém, diante do maior rival, mais uma vez o time alvinegro mostrou muitas fragilidades.

Mesmo atuando por quase um tempo com um jogador a mais, após a expulsão de Edílson, aos seis minutos do segundo tempo, o Atlético não conseguiu criar tantas chances claras. Pelos números, o Galo chutou muitas vezes, mas a pontaria não estava boa. E para o centroavante Ricardo Oliveira, foi isso que definiu o clássico.

"Nós tentamos, criamos oportunidades de gols, mas infelizmente não conseguimos fazer. Fizemos valer nossa superioridade numérica após a expulsão e conseguimos criar oportunidades, mas não conseguimos concluir a gol".

E de certa foram o atacante atleticano tem razão. Pelos números do Footstats, o Cruzeiro foi o vencedor do clássico com apenas oito finalizações. Dez a menos do que o Atlético. Porém, das 18 tentativas alvinegras, somente cinco foram no rumo do gol defendido por Fábio. Foram 13 chutes para fora, incluindo a cabeçada que Leonardo Silva mandou no travessão, já nos acréscimos.

Se o Cruzeiro chutou menos, o time celeste foi mais eficiente nas finalizações. Além de fazer o único gol do clássico, com Raniel, a equipe celeste acertou três das oito tentativas no rumo do gol defendido por Victor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos