Cruzeiro empata com reservas e termina primeira fase do Mineiro invicto

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cruzeiro/Divulgação

    Cruzeiro saiu na frente com Rafael Marques, mas levou o empate no final com Genesis

    Cruzeiro saiu na frente com Rafael Marques, mas levou o empate no final com Genesis

Já classificado para as quartas de final e com a liderança garantida, o Cruzeiro encerrou a primeira fase do estadual visitando o Patrocinense, na região do triângulo mineiro, e saiu com o empate por 1 a 1. Os gols da partida foram marcados por Rafael Marques, pelo time da capital, e Genesis, pelos anfitriões.

Com o resultado, o Cruzeiro termina a fase inicial com 29 pontos. Já o Patrocinense, que chegou ao último jogo com chances de classificação e de descenso, foi aos 13 pontos e conseguiu a última vaga para a fase seguinte.

As quartas de final serão disputadas em jogo único e no próximo final de semana e o confronto do domingo irá se repetir. Desta vez, é o Cruzeiro quem vai receber a Patrocinense no Mineirão. Se os 90 minutos terminarem em igualdade, a vaga para a semifinal será definida nos pênaltis.

Primeiro tempo morno e sem emoções

A etapa inicial de jogo mal teve oportunidades de gol dentro de campo. A Patrocinense buscou ficar mais com a bola e descer com velocidade nos momentos de contra-ataque, mas não conseguiu oferecer perigo. Seus melhores momentos foram as duas finalizações de fora da área de Bruno Moreno, ambas sem assustar o goleiro Rafael. Do outro lado, o Cruzeiro se mostrou pouco inspirado. Apesar de sólido na marcação, o time apresentou alguns erros bobos e teve muitas dificuldades para criar. Seus principais jogadores, apesar de talentosos, passaram em branco e pouco fizeram.

Dedé evita o primeiro gol do jogo

Pela terceira vez no ano, Dedé entrou em campo como titular do Cruzeiro. Sem ser exigido na primeira etapa, o zagueiro salvou o Cruzeiro de ser vazado em uma bela jogada ensaiada da equipe mandante. Após a cobrança de falta, o lateral Ângelo chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro, mas o camisa 26 afastou de carrinho quando a bola já tinha passado pelo goleiro Rafael.

Atacante fura feio e perde ótima chance

Outro lance de perigo do Patrocinense aconteceu com Ademir. Depois de receber na ponta direita do campo, o atacante chutou para a defesa de Rafael. No rebote, quase de frente para o gol, furou feio e desperdiçou ótima chance de marcar.

Na primeira boa descida, Cruzeiro faz seu gol

O segundo tempo se arrastava com o ritmo morno e com muitos passes errados por parte do Cruzeiro. Mas na primeira bola redonda, a equipe conseguiu penetrar na área adversária e marcar. Mancuello foi o responsável por deixar Rafael Marques na cara do gol. O atacante, bastante sumido até então, driblou o goleiro e balançou as redes.

Sassá volta aos campos com cabelo descolorido e dentes de ouro

Recuperado de uma lesão no joelho direito, Sassá retornou aos gramados depois de cerca de seis meses. O atacante substituiu Judivan e jogou pouco mais de meia hora. Apesar das novidades no visual, não chamou tanta atenção com seu futebol dentro de campo.

Patrocinense joga pela vida e Genesis marca gol da classificação

Com a derrota e a combinação de outros resultados, a Patrocinense estava ficando de fora das quartas de final. Precisando do empate a todo custo, o time foi pra cima e se lançou ao ataque. Aos 41 minutos, o gol salvador veio com Genesis (em impedimento), que recebeu dentro da área e chutou rasteiro com força para vencer Rafael e deixar tudo igual. 1 a 1 placar final.

PATROCINENSE 1x1 CRUZEIRO

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro
Data/Hora: 11/03/2018, às 17h
Local: Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio (MG)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Santiago

GOLS: Rafael Marques, 26'2ºT (0-1); Genesis, 39'2ºT (1-1)
Cartões amarelos: Bruno Moreno, Leomir, Diego Borges (PAT); Ezequiel, Mancuello (CRU)
Cartão vermelho: Não teve.

Patrocinense: Neguete; Ângelo, Diego Borges, Juninho e Matheus Mendes; Mário César, Bruno Moreno, Leomir e Diogo Peixoto (Marcelo Régis, 34'2ºT); Ademir (Genesis, 24'2ºT) e Jeferson Berger (Juninho Arcanjo, 28'2ºT). Técnico: Wellington Fajardo.

Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Dedé, Digão e Marcelo Hermes; Lucas Silva, Bruno Silva (Nonoca, 41'2ºT) e Mancuello; Rafael Marques; Judivan (Sassá, 13'2ºT) e Raniel (Marcelo, 32'2ºT). Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar de Mano Menezes).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos