Atlético-MG vence América-MG e toma a vantagem do rival na semi do Mineiro

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Erwin Oliveira/Estadão Conteúdo

    Ricardo Oliveira disputa bola com Messias em Atlético-MG e América-MG

    Ricardo Oliveira disputa bola com Messias em Atlético-MG e América-MG

Por ter feito melhor campanha na primeira fase do Campeonato Mineiro, o América-MG chegou à semifinal jogando por dois empates diante do Atlético-MG. Empate que agora pode classificar o time alvinegro, que nesta quinta-feira venceu o primeiro duelo. Com gol de Cazares, aos 30 minutos do segundo tempo, o Galo bateu o Coelho por 1 a 0, no Independência.

O jogo da volta, para decidir um dos finalistas do Mineiro, será novamente no Independência, no domingo, às 16h, com mando de campo do América. Se o Atlético tem a vantagem de poder empatar, a equipe alviverde precisa de uma vitória simples, por um gol de diferença, para chegar à decisão do Estadual.

Luan se consolida como titular e é destaque do Galo

Se contra a URT a presença de Luan no 11 inicial era uma forma de testar e mudar o time que havia perdido para o Figueirense alguns dias antes, a titularidade diante do América é um claro sinal de que o camisa 27 é novamente titular do Atlético. E assim como foi na fase anterior do Mineiro, Luan foi um dos destaques do Galo no clássico com o América. O meia-atacante entrou e não deve sair tão cedo da equipe titular. Ele suportou ficar em campo até os 35 minutos do segundo, o suficiente para sair como o melhor jogador da partida.

Ricardo Oliveira perde duas chances claras

Artilheiro do Atlético na temporada, com seis gols, Ricardo Oliveira poderia ter melhorado seus números com a camisa alvinegra no duelo com o América. O centroavante atleticano teve duas chances claras, uma em cada tempo, mas não aproveitou. Na primeira etapa, após boa troca de passes, Ricardo Oliveira bateu livre, dentro da área, mas mandou para fora. No segundo tempo, o centroavante não teve tranquilidade para dominar a bola e cabeceou sem força, para fácil defesa de Jordy.

Goleiro da base estreia pelo América

Ídolo da torcida do América, o goleiro João Ricardo foi vetado minutos antes do clássico. O jogador teve diagnosticada uma lesão na coxa direita, motivo pelo qual também está fora do jogo da volta com o Atlético, no domingo. Apesar de contar com o experiente Fernando no banco de reservas, o técnico Enderson Moreira deu uma chance para Jory, de apenas 22 anos e que foi revelado pelo clube. Foi a estreia do jovem goleiro com a camisa americana.

América fez um gol que foi mal anulado

O Atlético foi melhor no primeiro tempo, com posse de bola superior a 60% do tempo e dobro de passes trocados. Mas quem conseguiu fazer o gol foi o América, aos 41 minutos. No entanto, o auxiliar Ricardo Junio de Souza viu impedimento de Aylon. Na visão do bandeira o lateral Norberto teria desviado a bola de cabeça, após passe de Luan, o que não aconteceu. Portanto, o gol do América foi anulado de forma equivocada.

Rafael Moura 'ajuda' o Atlético

Torcedor confesso do Atlético e centroavante reserva do Galo na temporada passada, Rafael Moura não está mais no clube alvinegro, mas tirou um gol do América no clássico desta quinta-feira. O zagueiro Rafael Lima cabeceou uma bola fora do alcance do goleiro Victor, mas o agora centroavante do América tocou na pelota, praticamente em cima da linha, configurando impedimento.

Alterações recolocam o Galo no clássico

Os primeiros 15 minutos do segundo tempo foram de bastante tensão para o torcedor atleticano. O América tomou conta da partida, algo que não havia feito na etapa inicial, criando boas chances de gol. Além do lance em que marcou com Rafael Moura, mas em impedimento, o Coelho chegou com muito perigo em chute de Serginho, defendido por Victor. As entradas de Otero e Gustavo Blanco, nos lugares de Erik e Elias, respectivamente, recolocaram o Galo no clássico. As mudanças fizeram bem ao time, que voltou a jogar mais no ataque, praticamente anulando as tentativas do América.

Elias não ficou nada feliz com a alteração

Sacado do clássico aos 16 minutos do segundo tempo, o volante Elias não ficou nada satisfeito. O camisa 7 do Galo chegou zangado ao banco de reservas. Elias chutou uma garrafa de água e foi acalmado pelos companheiros. Não ficou claro se a indignação do jogador era com o técnico Thiago Larghi ou por ter entendido que não foi bem na partida. Momentos depois o atleta já estava bem tranquilo, inclusive foi um dos que mais comemorou o gol de Cazares.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 0 AMÉRICA-MG

Data: 22 de março de 2018, domingo
Horário: 20h (de Brasília)
Motivo: Semifinal do Campeonato Mineiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 14.542 pagantes
Renda: R$ 180.205,00
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa Oliveira e Ricardo Junio de Souza (ambos MG)
Cartões amarelos: Erik e Fábio Santos (CAM) Aylon, Jory, Norberto, Giovanni e Luan (AFC)
Gol: Cazares aos 30 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias (Gustavo Blanco, aos 16 do 2º), Erik (Otero, aos 16 do 2º), Cazares e Luan (Tomás Andrade, aos 35 do 2º); Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi (interino).

AMÉRICA-MG: Jory, Norberto, Rafael Lima, Messias e Giovanni; Zé Ricardo, David (Wesley, aos 32 do 2º) e Serginho (Rui, aos 40 do 2º); Luan, Aylon (Marquinhos, aos 25 do 2º) e Rafael Moura.
Técnico: Enderson Moreira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos