Insatisfeito, Cruzeiro pensa em sugerir árbitro de fora de MG se avançar

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Uma semana depois, Cruzeiro voltou a fazer críticas à arbitragem em Minas Gerais

    Uma semana depois, Cruzeiro voltou a fazer críticas à arbitragem em Minas Gerais

Assim como aconteceu nas quartas de final, o Cruzeiro também não gostou da atuação da arbitragem mineira na semifinal do estadual. Depois da vitória por 1 a 0 diante do Tupi, o presidente Wagner Pires foi aos microfones e lamentou o desempenho dos donos do apito que, para ele, têm prejudicado o clube nos últimos jogos.

"Olha, eu não sei o que está acontecendo. Todos os jogos do Cruzeiro, os juízes têm errado muito. Infelizmente, tem acontecido isso. Eu não sei se é natural ou se o nível da nossa arbitragem está pequeno. De repente, é falta de treinamento, de ter cursos, fazer novas reciclagens. O fato é que está acontecendo isso. Todos os jogos. Não é possível. Errar é humano. Agora, errar demais não é normal", disse o presidente, em entrevista à Rádio Super Notícia.

De volta a Belo Horizonte, o Cruzeiro volta a se encontrar com o Tupi às 11h do próximo domingo. A Raposa pode até perder por um gol de diferença que ainda estará na final do Campeonato Mineiro. Se chegar lá, a diretoria não descarta pedir um árbitro de fora para os eventuais clássicos contra o América ou Atlético.

"- Estamos pensando seriamente nisso", pontuou o mandatário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos