Dirigente do Atlético-MG provoca América-MG: "chame juiz de outro planeta"

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

    Igor Junio Benevenuto foi motivo de muitas queixas do América-MG contra o Atlético-MG

    Igor Junio Benevenuto foi motivo de muitas queixas do América-MG contra o Atlético-MG

Fora de campo o clima entre Atlético-MG e América-MG esquentou bastante após a primeira partida da semifinal do Campeonato Mineiro. E promete ficar ainda mais após a classificação atleticana para a decisão da competição. O vice-presidente do Galo, Lásaro Cândido da Cunha, não perdeu tempo e logo após a partida provocou o rival via Twitter.

"Esqueceram que aqui é 13. AQUI É GALO! Da próxima chame o "juiz de outro planeta"", postou o dirigente atleticano.

A bronca começou ainda na primeira fase. No duelo vencido pelo Atlético por 3 a 0, dois lances polêmicos marcaram o jogo. O gol de Róger Guedes e o não gol de Marquinhos. Na visão do bandeira Guilherme Dias Camilo, a bola passou a linha no lance do atleticano e não passou no lance de Marquinhos.

Motivo que fez o América solicitar juiz e auxiliares de fora de Minas Gerais para o primeiro duelo da semifinal. Como o Galo não aceitou, o sorteio teve um trio de árbitros locais e outro de fora. O mineiro Igor Junio Benevenuto foi sorteado e a sua atuação e dos bandeiras desagradaram aos americanos.

Um gol mal anulado de Aylon e várias marcações de falta foram as queixas do América. Diante da reclamação, um trio de arbitragem de Santa Catarina foi escalada para a partida. Ao contrário dos confrontos anteriores, o duelo deste domingo não teve nenhum lance polêmico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos