Atlético-MG não confirma efetivação de Thiago Larghi após derrota na final

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Internamente Thiago Larghi deixou de ser técnico interino do Atletico-MG há alguns dias. No entanto, externamente ele segue sem ser efetivado pela diretoria do clube. A expectativa era pela efetivação após a final do Campeonato Mineiro. Algo que não aconteceu com a derrota para o Cruzeiro por 2 a 0, que resultado na perda do título.

"Ele continua na mesma condição, é um funcionário do clube", comentou o presidente Sérgio Sette Câmara, que destacou como o treinador é visto pela diretoria do clube. 

"Estamos depositando muita confiança no trabalho do Thiago".

Thiago Larghi, de 37 anos, chegou ao clube em setembro do ano passado, como auxiliar técnico de Oswaldo de Oliveira. Após a queda do treinador, em 8 de fevereiro, Larghi assumiu o comando técnico da equipe interinamente, até que um novo treinador fosse contratado. A diretoria do Atlético chegou a colocar prazo para ter um novo técnico, o que não aconteceu após algumas negativas, como as de Abel Braga, Felipão, Cuca e Fábio Carille.

Ao mesmo tempo em que não conseguiu fechar com um treinador já estabelecido no mercado, o time apresentava evolução sob o comando de Larghi. Motivo para o nome do interino ganhar força dentro do próprio clube e, principalmente, entre os torcedores.

Sob o comando de Thiago Larghi o Atlético entrou em campo 15 vezes e foram 10 vitórias, 1 empate e somente quatro derrotas. O aproveitamento é superior a 70% dos pontos disputados. Com o interino no banco de reservas o Galo avançou algumas fases na Copa do Brasil, está praticamente classificado para as oitavas de final, e foi vice-campeão mineiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos