UOL Esporte Mundial Sub 20
 
28/09/2009 - 07h00

Com apoio de Chávez, Venezuela invade Egito e faz sua própria Copa do Mundo

A Venezuela está na Copa do Mundo. Pelo menos, é assim que o povo do país encara o Mundial sub-20 do Egito. Eufóricos por disputarem um torneio deste tamanho pela primeira vez na história, os torcedores venezuelanos realizaram uma verdadeira invasão na terra dos Faraós com direito a cobertura completa do evento e ligações de apoio do presidente Hugo Chávez.

EUFORIA VENEZUELANA NO EGITO
Crédito
Torcedores da Venezuela consideram o Mundial Sub-20 como uma Copa do Mundo
Crédito
Com a vitória na estreia, os venezuelanos viram que valeu a pena ir para o Egito
Crédito
O presidente Hugo Chavez também acompanha e mantém contato com o time
BRASIL GOLEIA C. RICA NA ESTREIA
VEJA A TABELA DO MUNDIAL SUB-20
Cerca de 600 pessoas do país sul-americano decidiram bancar a ida ao Egito para acompanhar a seleção de perto. Várias agências de viagem espalhadas por cidades como Caracas, Maracaibo e Barquisimeto montaram pacotes específicos para os turistas acompanharem a competição.

"Paguei quase cinco mil euros para vir. Poderia ter comprado um carro ao invés disso. Enquanto outros países como o Brasil vêem o Mundial como algo normal, nós o tratamos como um evento histórico. Todo o dinheiro valeu a pena. Isso daqui é a Copa do Mundo para nós e no país não é diferente", declarou o torcedor John Navas.

A empolgação dos Venezuelanos contagiou até mesmo Hugo Chávez. Fã de futebol, o presidente segue de perto o desempenho do país no Mundial e mantém contato periódico com o técnico Cesar Farias por telefone.

Após a classificação da equipe no Campeonato Sul-Americano sub-20, disputado na própria Venezuela no início do ano, Chávez condecorou os jogadores com a Ordem Simón Bolívar. No Mundial, ele está representado por Elsa García, vice-ministra do esporte.

"É uma emoção muito grande para o povo Venezuelano. Quando nos classificamos, as pessoas saíram para as ruas e choraram pelo feito da seleção", revelou o diretor de relações públicas do Ministério do Esporte da Venezuela, Gerardo Blanco.

A importância dada ao Mundial sub-20 também motivou a imprensa do país a viajar em massa ao Egito. Segundo o representante do governo, cerca de 30 jornalistas foram à África para a cobertura do torneio, entre eles membros de emissoras de televisão, rádio e imprensa escrita.

Em sua estreia no campeonato, a seleção venezuelana fez valer todo o investimento. A equipe superou a Nigéria, um dos países favoritos ao título, por 1 a 0 e ficou em posição confortável no Grupo B. Nesta segunda-feira, o time volta a atuar contra Taiti.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host