UOL Esporte Mundial Sub 20
 
16/10/2009 - 17h46

Brasil é superado por Gana nos pênaltis e deixa penta escapar na final

O sonho do pentacampeonato Mundial sub-20 foi adiado mais uma vez. Após uma campanha convincente ao longo do torneio no Egito, o Brasil não manteve a forma na final e acabou derrotado por Gana nos pênaltis, por 4 a 3, depois de um empate sem gols no tempo normal e na prorrogação. Melhor para o time africano, que deixou o título pela primeira vez em seu continente após atuar boa parte do jogo com um atleta a menos.

PRINCIPAIS LANCES
PRIMEIRO TEMPO
10min - Giuliano cobra falta da ala esquerda direto para o gol. A bola passa perto, mas sai pela linha de fundo.
21min - Em jogada de contra-ataque, Ganso domina na direita e cruza para a área. Alex Teixeira tenta de voleio, mas manda para fora.
35min - Douglas arrisca chute de fora da área para o gol. Agyei se atrapalha, mas faz a defesa em dois tempos.
37min - Cartão vermelho! Alex Teixeira arma bom contra-ataque pelo meio e sofre falta de Addo. O juiz expulsa o atleta de Gana após o lance.
SEGUNDO TEMPO
12min - Souza se livra da marcação na esquerda e cruza para a pequena área. Alan Kardec cabeceia forte, mas Agyei agarra a bola.
22min - Rafael Tolói arma grande contra-ataque pela esquerda e rola para Alan Kardec. O atacante se livra da marcação e chuta rasteiro, mas manda para fora.
28min - Badu arrisca chute de forte de longa distância. Atento, Rafael faz a defesa.
5min - Defendeu! Após contra-ataque pela esquerda, a bola sobra livre para Maicon. O atacante chuta forte, mas Agyei faz um milagre e salva Gana.
CONFIRA A PÁGINA DO MUNDIAL
LEIA MAIS SOBRE A SELEÇÃO
Melhor durante os 120 minutos da partida, o Brasil abusou dos erros no ataque e não impediu a igualdade após uma série de lances desperdiçados. O goleiro Rafael ainda defendeu duas cobranças na decisão dos pênaltis, mas não foi o suficiente para selar o título no Egito.

"A gente lutou, batalhou até o fim, mas não saiu com a vitória. Dói mais, pois lutamos até o fim e perder nos pênaltis é complicado. Mas não faltou raça ou vontade", lamentou o atacante vascaíno Alex Teixeira, que desperdiçou a última cobrança da seleção brasileira.

Com o resultado, o Brasil também perdeu a chance de ficar a um passo da Argentina no quadro de títulos da competição. O time argentino, que não se classificou para o campeonato no Egito, segue soberano com seis conquistas, duas a mais que a equipe verde-amarela.

A seleção de Gana, por outro lado, satisfez a maioria do Estádio Internacional do Cairo, que deu preferência na torcida à equipe conterrânea. As Estrelas Negras já haviam ficado em segundo lugar outras duas vezes, mas nesta sexta-feira conseguiram, enfim, acabar com o jejum de conquistas do continente na categoria.

A decisão desta sexta-feira reuniu justamente as equipes mais ousadas da competição. Com 14 e 16 gols, respectivamente, Brasil e Gana chegaram à final credenciados por estilos ofensivos e os melhores ataques do torneio. Nesta tarde, porém, a história foi diferente, e a cautela prevaleceu em ambos os lados.

Atenta à boa movimentação de Gana, a seleção brasileira começou a decisão cadenciando o ritmo da partida com controle das ações pelo meio. Já o time africano teve menos posse de bola e encontrou dificuldades para impor seu estilo de jogo.

O TÍTULO FICOU NA ÁFRICA

  • Jogadores de Gana comemoram o título após cobrança de pênaltis

  • Alex Teixeira acabou perdendo a última cobrança de pênalti do país

Aos poucos, as Estrelas Negras começaram a sair mais para o ataque. Contudo, esbarraram na boa marcação verde-amarela e se aproximaram pouco da meta de Rafael.

Até que aos 37min, Alex Teixeira armou bom contra-ataque pelo meio e sofreu falta de Addo. O juiz mostrou diretamente o cartão vermelho para o atleta de Gana, e melhorou a situação para o Brasil pouco antes do intervalo.

A etapa complementar começou com domínio do Brasil. A equipe de Rogério Lourenço explorava bem os espaços cedidos no meio-campo, mas ainda assim pecava no toque final antes da finalização.

Aos 18min, Lourenço promoveu a entrada de Douglas Costa no lugar de Paulo Henrique Ganso. E 12 minutos depois, colocou Maicon na vaga de Renan. As mudanças deixaram a seleção mais ofensiva, enquanto Gana se limitava aos contra-ataques. No fim, o time africano segurou os avanços rivais e manteve o placar inalterado até a prorrogação.

A equipe sul-americana voltou para o tempo extra com a mesma postura. Logo aos 5min, a seleção perdeu uma chance incrível com Maicon e manteve a pressão na sequência. Entretanto, nada disso foi suficiente para evitar o 0 a 0 após 120 minutos de jogo.

ANÁLISE DE JUCA KFOURI
Juca
Gana gan(h)ou o Mundual sub-20 no Egito!
BLOG DO JUCA KFOURI
Alan Kardec se encarregou do primeiro pênalti e converteu, assim como Andre Ayew em seguida. Giuliano voltou a colocar o Brasil na frente, mas viu Inkoom empatar e Douglas Costa fazer o terceiro da seleção. Até que Rafael defendeu a cobrança de Mensah, assim como Agyei fez com o chute de Souza.

Depois disso, Rafael voltou a brilhar e pegou o pênalti de Addae. Em seguida, Maicon só precisava marcar para selar o título, mas mandou por cima do gol. Adiyiah empatou as cobranças, e Alex Teixeira desperdiçou. Com isso, Agyemang-Badu fez o último e garantiu o título de Gana.

GANA 0 (4) X (3) 0 BRASIL

Data: 16/10/2009 (sexta-feira)
Local: Estádio Internacional do Cairo, no Cairo (Egito)
Árbitro: Frank De Bleeckere (Bélgica)
Auxiliares: Peter Hermans e Walter Vromans (ambos da Bélgica)
Cartões amarelos: Alex Teixeira, Douglas, Souza (BRA);
Cartão vermelho: Addo (GAN)
Gols nos pênaltis: Alan Kardec, Giuliano, Douglas Costa (BRA); Ayew, Inkoom, Adiyiah e Agyemang-Badu (GAN)

GANA
Agyei; Inkoom, Mensah, Addo e Addy; Agyemang-Badu, Quansah (Agyemang), Rabiu (Addae) e Ayew; Osei (Kassenu) e Dominc Adiyiah
Técnico: Sellas Tetteh

BRASIL
Rafael; Douglas (Wellington Júnior), Dalton, Rafael Tolói e Diogo; Renan (Maicon), Souza, Giuliano, Paulo Henrique Ganso (Douglas Costa) e Alex Teixeira; Alan Kardec
Técnico: Rogério Lourenço Parou nas mãos do goleiro Agyei o sonho do penta brasileiro no sub-20 AP

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host