UOL Esporte Campeonato Paranaense
 
17/02/2010 - 21h25

Paraná empata com Operário, segue sem vencer e vê degola se aproximar

Do UOL Esporte
Em Curitiba

O Paraná começa a se complicar no Campeonato Paranaense. Jogando na Vila Capanema, nesta quarta-feira, o time empatou por 1 a 1 com o Operário, pela oitava rodada, e chegou ao seu sexto jogo sem vitória na temporada (cinco pelo Estadual e um pela Copa do Brasil).

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
28min - Clênio sofre pênalti, cometido por Chicão, mas bate fraco e o goleiro Juninho defende
32min - Toscano é derrubado na área e o árbitro marca pênalti para o Paraná. O próprio Toscano cobra, mas bate no meio do gol e o goleiro defende
39min - GOOOL DO PARANÁ Toscano é lançado e bate para o gol. O goleiro Danilo defende e Pará pega o rebote e chuta forte forte para marcar
SEGUNDO TEMPO
5min - GOOOL DO OPERÁRIO Clênio recebe na frente do goleiro Juninho e bate para empatar a partida
13min - Digão bate cruzado e Juninho salva o Paraná, em grande defesa
30min - Pará cobra falta com muito perigo e a bola passa muito perto do gol de Danilo

Com o resultado, o Tricolor permaneceu estacionado na nona colocação, com 10 pontos, fora da zona de classificação para a segunda fase e ameaçado de ingressar na zona de rebaixamento. Agora, terá que buscar a recuperação diante do líder do campeonato, o Coritiba, no próximo domingo, em local ainda não definido.

Com o mesmo número de pontos, o Operário seguiu no oitavo lugar, mas pode sair do G-8, após o complemento da rodada.

O jogo

O jogo foi equilibrado nos primeiros 30 minutos, mas a torcida paranista mostrava impaciência e apupava o time.

As duas equipes tiveram chances de abrir o placar, em penalidades máximas, mas ambas não aproveitaram. Aos 28 minutos, Clênio foi derrubado na área por Chicão. O atacante pediu para cobrar, mas bateu fraco e permitiu a defesa do goleiro Juninho. Aos 32 foi a vez de o Paraná ter a oportunidade do gol. Após sofrer falta de Leonardo, Toscano bateu forte, mas no meio do gol e o goleiro Danilo defendeu.

Foi o segundo pênalti seguido perdido pelo artilheiro paranista, que já havia desperdiçado outro no clássico com o Atlético.

Apesar de mostrar-se bastante nervoso, o time tricolor insistiu e chegou ao gol aos 39 minutos. Depois de uma bola lançada por Márcio Diogo, Toscano disparou, mas o goleiro defendeu. Pará pegou o rebote e bateu com raiva para fazer 1 a 0.

O Paraná não conseguiu sustentar a vantagem e levou o empate logo aos 5 minutos do segundo tempo. Clênio, ex-jogador paranista, aproveitou um cochilo da zaga e bateu sem defesa. 

O time da Vila sentiu o gol de empate e passou a chegar ao ataque com menos frequência ao ataque. O Operário era melhor e ameaça o gol de Juninho. Aos 13 minutos, o goleiro evitou o gol, num chute cruzado de Digão.

Sem mostrar poder de reação, o Paraná não conseguiu, mais uma vez quebrar o jejum de vitória, para irritação de sua torcida, que vaiou os jogadores e pediu a saída do técnico Marcelo Oliveira.

PARANÁ 1 X 1 OPERÁRIO

Paraná
Juninho; Diego Correia, Chicão (Wellington Silva) e Luiz Henrique; Murilo, Edimar, João Paulo, Vinícius (Luiz Camargo) e Pará; Márcio Diogo (Jeferson), Marcelo Toscano.
Técnico:  Marcelo Oliveira.

Operário
Danilo, Leonardo, João Renato e Flamarion, Lisa, Serginho Paulista, Serginho Catarinense, Marcelinho (Ítalo) e Digão. Dyego Souza (Dário) e Clênio (Davi Ceará).
Técnico
: Norberto Lemos

Data: 17/02/2010
Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba-PR

Árbitro: Anderson Carlos Gonçalves
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Sidmar dos Santos Meurer

Cartões amarelos: Chicão, Luiz Camargo (Paraná) Leonardo,  João Renato, Diego Souza, David Ceará (Operário)

Gol: Pará, aos 39 min do primeiro tempo. Clênio, aos 5 min do segundo tempo

 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host