UOL Esporte Campeonato Paranaense
 
11/03/2010 - 00h40

Coritiba enfrenta julgamento nesta quinta e tenta reverter punição

Do UOL Esporte
Em Curitiba

Pouco mais de três meses, após o quebra-quebra ocorrido no Couto Pereira, no dia 6 de dezembro, o Coritiba saberá, nesta quinta-feira, qual será o veredito final para o caso, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

A partir das 13h30, o tribunal irá apreciar o recurso do clube para a condenação ocorrida no primeiro julgamento, no dia 15 de dezembro. O Alviverde foi punido com a perde de 30 mandos de jogos e uma multa de R$ 610 mil, devido aos distúrbios causados por sua torcida, no final da partida com o Fluminense, pelo Brasileiro.

O clube foi denunciado triplamente, pela Procuradoria do tribunal, nos artigos 211 (ausência de infra-estrutura e segurança) e o artigo 213 (desordem e tumulto, arremesso de objetos e invasões ao campo de jogo).

O CORITIBA NO TWITTER

O departamento jurídico do clube trabalha para obter a absolvição ou, na pior das hipóteses, diminuir a pena para, no mínimo, um terço. A defesa tentará fazer valer no novo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), aprovado no final do ano passado. no qual foi abolido o acúmulo de penas

"Eu acredito na absolvição. Mudou a legislação e mais do que dez partidas de perda de mando o clube não receberá. Mas, pela minha intuição e o trabalho que fizemos, acho que seremos absolvidos", disse o vice-presidente Vilson Ribeiro dos Santos, que também é advogado.

Para o advogado e ex-dirigente coxa-branca, Domingos Moro, a probabilidade de o Coritiba ser absolvido, porém, é remota. Experiente em causas esportivas, Moro diz acreditar apenas em uma redução de pena.

"Acho que pelos antecedentes do tribunal eles irão amenizar a pena, mas é pouco provável que o clube seja absolvido. Palpite não tenho, mas desejo que o Coritiba tenha a melhor sorte possível", disse ao jornal Tribuna do Paraná.

 


 

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host