Kleina critica calendário após revés do Coritiba: "um jogo atrás do outro"

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Coritiba

    Gilson Kleina (dir.) está insatisfeito com a sequência de jogos

    Gilson Kleina (dir.) está insatisfeito com a sequência de jogos

Entre 27 de janeiro e 14 de fevereiro, o Coritiba disputou seis jogos, sendo quatro pelo Campeonato Paranaense e dois pela Primeira Liga. Uma média de uma partida a cada três dias. Tal calendário já incomoda o Coritiba, em especial seu técnico, Gilson Kleina.

Após a derrota de 3 a 2 para o Toledo, no último domingo, o treinador alviverde criticou a agenda apertada que o Coritiba vem tendo neste início de temporada e alertou para os problemas que este excesso de jogos pode trazer.

"O Coritiba é uma das equipes que mais jogou neste início de ano. Hoje [domingo] é dia 14 e já fizemos seis jogos. Um jogo em cima do outro, e, infelizmente, começamos a perder jogadores", disse o treinador, que ainda cobrou mais reforços da diretoria alviverde.

"Um resultado desses começa a inflamar um monte. Precisamos qualificar a equipe. As oportunidades estão vindo e precisamos aproveitar. Essa camisa tem um peso", acrescentou.

Porém, Gilson Kleina já tem motivos para comemorar, ao menos em relação ao calendário. Isso porque ele terá a semana inteira para trabalhar e recuperar seus jogadores. O Coritiba agora só volta a campo no próximo domingo, para encarar o Operário, no Couto Pereira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos