Walter diz não se arrepender de gestos feitos a 'dois babacas' na Arena

Do UOL, em São Paulo

  • Gustavo Oliveira/Site Oficial do Atlético-PR

    Walter foi o artilheiro do Atlético-PR em 2015, mas ainda não foi às redes neste ano

    Walter foi o artilheiro do Atlético-PR em 2015, mas ainda não foi às redes neste ano

Walter foi a bola da vez na entrevista coletiva desta sexta-feira no CT do Caju. E como não poderia deixar de ser, o atacante voltou a comentar as polêmicas em que se envolveu ao longo dos últimos dias – com Paulo Autuori e com a torcida organizada Os Fanáticos.

O camisa 18 do Atlético-PR garantiu não ter se arrependido de mostrar o dedo do meio a dois torcedores presentes na Arena da Baixada no jogo contra o Londrina. E explicou porque.

"Não me arrependo [dos gestos] porque não foi dado para a torcida. Foram dois babacas que ficaram me xingando e me cuspindo. Tenho um respeito muito grande com a torcida e jamais faria isso", disse o atacante, para depois falar o episódio em que deixou o banco de reservas e seguiu para os vestiários ainda antes do apito final, no mesmo jogo contra o Londrina.

"Mas me arrependo muito de ter saído do banco. Fui pra casa, fiquei pensando e aí caiu a ficha. Quando eu tinha 18, 19 dias era uma coisa, tanto que fiquei 15, 20 dias trancado em casa em Porto Alegre [quando atuava pelo Internacional]. Agora eu tenho uma filha e tenho que pensar duas vezes para fazer as coisas", completou.

Antes mesmo de ser ameaçado pela torcida organizada Os Fanáticos através de um vídeo, Walter revelou que pensou bastante após tudo que aconteceu na partida.

"Cheguei no vestiário, fiquei pensando, minha esposa já me ligou na hora. E aí vim direto para o CT, porque é difícil ficar sozinho em casa nessa hora e aqui no CT é minha primeira casa, me sinto muito bem aqui. Pedi desculpas pro Paulo [Autuori], ele é um treinador de uma qualidade muito grande, só quer ajudar e só tenho que agradecer a ele pela força", completou.

As polêmicas de Walter

A polêmica entre Paulo Autuori e Walter aconteceu após o jogo do último fim de semana, contra o Londrina. Assim que a comissão técnica chamou Deivid para a terceira substituição, aos 30min do segundo tempo, Walter se irritou e sequer voltou para o banco de reservas com os demais companheiros. O centroavante passou reto pelo técnico e foi direto para o vestiário.

A atitude de Walter não passou em branco, e antes do jogo da última quarta-feira, contra o Brasil de Pelotas, o técnico deu entrevista confirmando que o atacante continuaria entre os suplentes na partida da Copa do Brasil. Nesta sexta-feira, porém, o treinador confirmou Walter como titular para a partida deste sábado, contra o Paraná, pela semifinal do Paranaense.

E não foi só com Autuori que Walter se envolveu em polêmica. Após o jogo contra o Londrina, torcedores da organizada Os Fanáticos publicaram um vídeo fazendo duras ameaças a Walter, que teria lhes mostrado o dedo durante sua ida aos vestiários. Na última quinta, Walter visitou a sede da torcida e tirou foto ao lado dos aficionados com a camisa da organizada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos