Ainda zerado em 2016, Walter não liga para jejum de gols: "estou de boa"

Do UOL, em São Paulo

  • HEULER ANDREY/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

    Artilheiro do Atlético-PR em 2015, Walter ainda não foi às redes nesta temporada

    Artilheiro do Atlético-PR em 2015, Walter ainda não foi às redes nesta temporada

Walter ainda não balançou as redes em 2016. Mas o jejum de gols parece não incomodar o atacante, que coloca o sucesso do Atlético-PR à frente do seu desempenho no ataque. Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira, o camisa 18 do Atlético-PR disse 'jogar pelo grupo' e garantiu não se importar com os gols, desde que o time rubro-negro vença os jogos.

Foi o que aconteceu no último domingo, na Arena da Baixada. Walter mais uma vez passou em branco, mas o Atlético-PR venceu o Coritiba por 3 a 0 na primeira decisão do Campeonato Paranaense e ficou bem perto de mais um título estadual. Para o atacante, que não marca um gol desde novembro de 2015, em vitória de 2 a 1 sobre o Avaí, pelo Brasileiro, é o que importa.

"Confiança eu tenho do meu treinador e do meu grupo, estou de boa. O importante é o time vencer e não o Walter fazer gol. Atacante tem momentos difíceis. Parece que é o mesmo assunto sempre. Adianta eu fazer dois gols e perdermos de 4 a 2? Não adianta. Ganhamos de 3 a 0 e lutei até o final, brigando por cada bola. Eu saio feliz pelo grupo, eu jogo pelo grupo, não jogo para o Walter. Estou muito bem, muito feliz e confiante", disse o atacante em coletiva.

Sobre a vantagem conquistada pelo Atlético-PR no primeiro jogo da final, Walter comemorou o resultado, mas garantiu que o time rubro-negro não jogará com o regulamento debaixo do braço na segunda partida – marcada para o próximo domingo, às 16h, no Couto Pereira –, a não ser já nos minutos finais do confronto, caso haja necessidade.

"Jogar com o regulamento vamos ver nos 35, 40 do segundo tempo. O nosso time vai entrar da mesma forma, marcando em cima, estamos acostumados com isso. O nosso vem crescendo, só nosso último jogo que não jogamos bem contra o Paraná. Foi isso que ele [técnico Paulo Autuori] nos cobrou bastante", acrescentou o camisa 18 do Atlético-PR.

O time rubro-negro pode perder o jogo de volta por dois gols de diferença que ainda assim ficará com o título do Campeonato Paranaense. Vitória do Coritiba por três gols de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos