FPF diz que Atletiba poderá ser transmitido online se tiver credenciamento

Do UOL, em São Paulo

  • Cleber Yamaguchi/AGIF

    Dirigentes de Atlético-PR e Coritiba conversam com arbitragem de clássico em meio a impasse sobre transmissão de jogo

    Dirigentes de Atlético-PR e Coritiba conversam com arbitragem de clássico em meio a impasse sobre transmissão de jogo

O presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, disse neste domingo (19) que o clássico entre Atlético-PR e Coritiba poderá acontecer com transmissão online caso os profissionais da imprensa sejam credenciados. Ele não confirmou, porém, quando e se o duelo será realizado.

O Atletiba, marcado para as 17h (de Brasília) deste domingo, teve seu início impedido pela FPF. Alegando problemas de credenciamento, a entidade se opôs à transmissão do jogo de forma independente e exclusivamente online pelos canais dos clubes no YouTube.

"Tem jogo (se os profissionais se credenciarem), claro que tem. Se tiver algum problema maior, vamos discutir na frente. Agora, a federação não pode deixar gente descredenciada senão vira baderna", disse Cury em entrevista para o canal ESPN Brasil.

De acordo com o dirigente, os membros da imprensa precisam fazer o credenciamento com até 48 horas antes da partida, o que não foi feito para o clássico deste domingo. Segundo Cury, muitos dos profissionais que estavam em campo não são de Curitiba.

"Esse pessoal que estava aqui é de fora (do Estado). Temos que cobrar de quem sabe da responsabilidade e os colocaram na força. Já temos esse credenciamento há três anos. A federação fez a sua parte, o Atlético, não. Os profissionais podiam ter ido para a arquibancada", afirmou o dirigente.

Em entrevista coletiva, o técnico do Atlético-PR, Paulo Autuori, falou sobre a presença de estrangeiros na beira do campo. Ele até fez uma brincadeira com a situação.

"Temos aqui alguns profissionais de outros países, como Estados Unidos, Turquia e da própria Argentina. Eu brinquei com eles e falei: 'prazer, esse é o futebol brasileiro'. É lamentável", disse Autuori.

Na entrevista para a ESPN, Cury chegou a mostrar irritação com as perguntas feitas pelo comentarista Gian Oddi e o ex-árbitro Sálvio Spinola, que argumentou se não poderia relevar o caso e permitir a realização da partida mesmo com os profissionais sem credenciamento.

"Esse é o tipo de país que se deseja... Vamos deixar passar e amanhã todo mundo vai ter o mesmo direito. Regras são regras. Tem que respeitar. Já tivemos problemas em outros jogos, vamos manter isso igual para todos. Brigaram até o final. A federação assumiu a posição dela", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos