Forner justifica tropeço do Coritiba e projeta "objetivo maior"

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Comunicação CFC

    Sandro Forner também estreou como técnico do profissional do Coxa

    Sandro Forner também estreou como técnico do profissional do Coxa

O empate em casa por 1 a 1 diante do Prudentópolis deixou a torcida do Coritiba irritada no início da temporada, mas o técnico Sandro Forner, em entrevista coletiva, atribuiu o resultado ao pouco tempo de preparação. Sem deixar de elogiar o Prude – "bom time, acredito que vá fazer boa campanha, pelo que mostrou hoje" – Forner analisou o jogo e as deficiências do Coxa pelo panorama de quem está montando uma equipe para o acesso à elite no Brasileirão.

"A gente sabia que ia ser difícil, sabemos que os outros jogos vão ser difíceis. A gente teve pouco tempo de pré-temporada, não quero dar isso como desculpas, por que os outros times grandes também tiveram, é pouco tempo de trabalho, mas dentro disso, estamos tentando conhecer os jogadores, dar oportunidades, para acertar o time para o objetivo maior nosso. Esse foi só o primeiro jogo e nós vamos melhorar na sequência", afirmou.

O time que entrou em campo tinha sete jogadores diferentes da base titular que encerrou 2017: César Benitez, Thailisson Kelven, Simião, Ruy, Guilherme Parede – que marcou o gol - e João Paulo e William Matheus, que estavam no elenco mas eram reservas (Kelven foi lançado contra o São Paulo, mas jogou poucos minutos).

"O primeiro tempo não foi bom. Algumas coisas que tínhamos treinado, não conseguimos fazer. No segundo a gente fez algumas alterações para que tivéssemos mais volume. Sem desvalorizar a jogada do Prudentópolis, mas foi uma jogada de sorte, a bola sobrou para o Fernando (atacante do Prude). E lógico que você sair perdendo no começo, com menos tempo de trabalho, você ter que buscar é mais difícil. Tivemos outras oportunidades, mas infelizmente não conseguimos virar", analisou o técnico.

Quanto às críticas da torcida, Forner pediu paciência sem ser direto. "A gente vai ter que conviver com isso. Se você lembrar, nós falamos que íamos colocar jogadores para observar, para a Série B, e estamos fazendo isso. Não podemos por conta de um jogo achar que está tudo errado."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos