Vitória do Coritiba após 5 jogos teve protesto e menor público em 2 anos

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Arquivo pessoal

    Torcida do Coritiba protestou contra más atuações da equipe

    Torcida do Coritiba protestou contra más atuações da equipe

Apenas 2.234 torcedores pagaram ingressos para ver a vitória por 1 a 0 do Coritiba sobre o Cianorte, marcada também por protestos da torcida. Foi o menor público do clube em dois anos, desde que a equipe, já eliminada da Primeira Liga em 2016, cumpriu tabela contra o Avaí, vencendo por 3 a 0, sob os olhares de 1.982 pagantes – este, o menor público em sete anos.

Parte da torcida que entrou protestou contra o momento do clube, com a torcida organizada Império Alviverde se mantendo fora do Estádio Couto Pereira. Em seu lugar habitual foi esticada uma faixa com os dizeres: "Eu sinto saudade de quando o Coxa jogava com vontade!", nas cores preta e branca. O Coxa entrou em campo já eliminado na Taça Caio Júnior, o segundo turno do Paranaense. Entretanto, o clube está garantido na decisão por ter vencido o primeiro turno, Taça Dionísio Filho. O time vinha de derrotas para Goiás, Maringá, Paraná e Foz, e um empate com o Goiás no jogo de volta, que custou a eliminação na Copa do Brasil.

"Eu acho que o torcedor tem todo o direito. Numa das primeiras entrevistas que eu dei, eu disse que é o time que tem que conquistar o torcedor, não o contrário. Se a gente não faz jogos que façam o torcedor vir pro estádio, acontece isso", comentou o técnico Sandro Forner em coletiva.

Quem entrou, viu o Coxa voltar a vencer em um jogo complicado, com pênalti defendido por Wilson após cobrança de Richarlysson e gol contra do goleiro do Cianorte, João Gabriel, que rebateu uma bola para dentro da própria meta após um cruzamento na área. Veja os lances nas imagens abaixo:

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos