! Bate-bocas, tabu, polêmicas e Libertadores acirram São Paulo x Palmeiras - 28/02/2011 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Campeonato Paulista
 
Rubens Cavallari/Folha Imagem

Valdivia se estranhou com Alex Silva e Miranda no clássico deste domingo

28/02/2011 - 07h00

Bate-bocas, tabu, polêmicas e Libertadores acirram São Paulo x Palmeiras

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Kleber avisou Alex Silva que futebol não é balé. Valdivia se estranhou com Miranda e Alex Silva neste domingo. O São Paulo acusa o Palmeiras de lançar gás no vestiário. Os bate-bocas recentes, somados a resultados dentro de campo acirraram o Choque-Rei nesses últimos anos. O tumultuado empate neste domingo por 1 a 1 realçou a rivalidade entre as equipes.

Um dos mais revoltados é o zagueiro Alex Silva. Em seu microblog, o atleta disparou diversas críticas: chamou Valdivia para briga, afirmou não se importar com as provocações da torcida alviverde e ironizou o fato de o Palmeiras não vencer o São Paulo no Morumbi há 17 jogos.

“Palmeirenses me xingam pelo twitter. Por que me seguem? Talvez queria me ter lá. Só rindo mesmo. Ganhar de nós fica para o próximo tabu”, postou Alex Silva, que descarta a possibilidade de um dia atuar no Corinthians ou Palmeiras.

Alguns acontecimentos contribuem para aumentar a rivalidade entre tricolores e alviverdes: as duas eliminações seguidas do Palmeiras diante do São Paulo na Libertadores, em 2005 e 2006, o gol de placa marcado por Alex no Morumbi, chapelando Rogério Ceni, além da série invicta do São Paulo diante do rival dentro de casa (17 jogos sem perder, com 11 triunfos e seis empates).

POLÊMICAS RECENTES

  • Folha Imagem

    André Dias culpou Kleber por ter desferido cotovelada, em 2008

  • Folha Imagem

    São Paulo eliminou o Palmeiras duas vezes na Libertadores

“O Jean fala demais, está me irritando. Tem que jogar mais e parar de falar. Foi um jogo normal, com falta para os dois lados, isso é clássico”, disse Kleber, rebatendo Jean.

Em 2008, André Dias deixou o campo com marca no rosto após cotovelada desferida por Kleber.

Neste mesmo ano, o elenco do São Paulo teve de retornar ao campo durante o intervalo de jogo.

O local estava infestado com um gás, lançado no vestiário destinado aos visitantes no Parque Antarctica. O time do Morumbi acusou o Palmeiras de ter ordenado atirado o spray.

Na década de 90, outros episódios mancharam a imagem do Choque-Rei, como a batalha campal entre torcedores no Pacaembu, válido por um torneio entre times de base, que resultou na morte de um torcedor.

No profissional, Edmundo deu um soco no lateral do São Paulo, André Luís.

“Quando se trata de clássico entro com sangue nos olhos”, escreveu Alex Silva, expulso no clássico deste domingo após empurrar o atacante Adriano, na segunda etapa, quando o jogo era vencido pelo São Paulo por 1 a 0.

 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host