Gramado do Allianz Parque deve fazer Palmeiras começar ano com "prejuízo"

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras reencontrará a torcida pela primeira vez depois de vencer a Copa do Brasil no Allianz Parque. O palco, porém, será outro: a partida contra o São Bento, válida pela segunda rodada do Paulistão, será disputada no Pacaembu por conta do atraso da obra do gramado da arena.

O fato fará o clube arrecadar menos. A tendência é que o Palmeiras deixe de faturar por volta de R$ 390 mil, mesmo com a multa paga pela WTorre -- a construtora é obrigada, por contrato, a repassar 50% da renda bruta aos cofres do clube.

No ano passado, na estreia como mandante no Paulistão, contra a Ponte Preta, o Palmeiras atuou na sua nova arena e levou quase 25 mil torcedores ao Allianz Parque. A renda bruta chegou a R$ 1,76 milhão, com lucro de R$ 1,08 milhão.

Nesta quinta-feira, no Pacaembu, a renda líquida deve chegar a R$ 330 mil, com arrecadação total de R$ 730 mil. Com a multa da WTorre, dessa forma, o Palmeiras embolsaria aproximadamente R$ 695 mil. 

O "prejuízo" ocorrerá por dois motivos: o público menor e o valor dos ingressos cobrados pelo Palmeiras. No ano passado, em dois jogos disputados no Pacaembu, a média de público foi de 20 mil pessoas, contra média de quase 30 mil pessoas nos 36 jogos disputados na nova arena.

Até a noite desta quarta-feira, o clube paulista havia vendido 15 mil entradas para a partida contra o São Bento, com preços distintos aos cobrados nos confrontos disputados no Pacaembu em 2015.

Desta vez, a diretoria do Palmeiras optou por um valor mediano. Contra o Grêmio, na vitória por 3 a 2, o ingresso de arquibancada custava R$ 80, a metade do cobrado no jogo do Sport. Agora, o torcedor pagou R$ 60 pela entrada. O mesmo ocorreu em relação ao Tobogã, que custa R$ 40. 

A diretoria do Palmeiras prevê arrecadar R$ 46,6 milhões com bilheteria em 2016. No ano passado, os jogos no Allianz Parque representaram R$ 50,8 milhões ao clube. O time só deixou de atuar no local em duas oportunidades.

Até maio deste ano, o Allianz Parque será receberá quatro artistas: as bandas Marron 5 (17 e 19 de março), Iron Maiden (26 de março) e Coldplay (7 de abril). Nenhuma partida, porém, será disputada nessas datas. 

Confira os valores ligados às partidas do Palmeiras no Allianz Parque e no Pacaembu:

Palmeiras 3 x 2 Grêmio (19/09) 
Brasileirão 2015 - Pacaembu

Renda bruta: R$ 971.475,00
Renda líquida: R$ 529.249,00
Público: 21.257
Valor médio do ingresso: R$ 45,70

Palmeiras 0 x 2 Sport  (24/10)
Brasileirão 2015 - Pacaembu

Renda bruta: R$ 483.670,00
Renda líquida: R$ 131.063,00
Público: 19.395
Valor médio do ingresso: R$ 24,93

Palmeiras 0 x 1 Ponte Preta (05/02)
Paulistão 2015 - Allianz Parque

Renda bruta: R$ 1.765.765,00
Renda líquida: R$ 1.082.869,74
Público: 24.695
Valor médio do ingresso: R$ 71,50

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos