São Paulo admite favoritismo, e Ganso compara Vallejo com Água Santa

Guilherme Palenzuela

Do UOL, em São Paulo

Logo após golear o Água Santa por 4 a 0 pelo Campeonato Paulista, o São Paulo já colocou seu foco na Copa Libertadores. Os jogadores comentaram sobre a partida decisiva contra o César Vallejo-PER na quarta-feira, admitiram o favoritismo e até usaram a partida deste sábado para tirar lições.

Paulo Henrique Ganso, que só entrou no 2º tempo neste sábado, foi quem mais comentou sobre a Libertadores: "a gente tem a vantagem do 0 a 0 ser nosso, mas queremos ganhar e matar dentro da nossa casa. Vou estar 100% fisicamente na quarta, não quero ficar fora".

O meia lembrou de dois detalhes do jogo contra o Água Santa para prever o duelo contra o César: "hoje fui reserva, mas quando a gente entrou (Ganso, Michel Bastos e Thiago Mendes), deu uma intensidade maior e conseguimos matar a partida", afirmou, para depois comparar: "Água Santa e César Vallejo têm um esquema de jogo parecido, com duas linhas de 4 ou 4-2-3-1, como quiserem chamar. A gente conseguiu achar as entrelinhas e fazer bola chegar".

Artilheiro do sábado, Calleri foi direto ao ser questionado sobre o jogo de quarta-feira: "o São Paulo sempre é favorito, é um time grande e tem que estar acima dos outros. Cabe a nós, jogadores, colocar o time vencendo sempre".

Já Thiago Mendes comentou sobre a diferença de jogar no Pacaembu, em vez do Morumbi, que está passando por reformas. O volante entende que isso não será um problema para quarta-feira: "o Morumbi é nossa casa, a torcida comparece bastante, mas no Pacaembu a torcida também vai comparecer. No próximo a torcida vai estar de parabéns e vai incentivar para a gente buscar a vitória", afirmou, em entrevista à Fox.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos