Palmeiras volta ao Allianz com outro desafio. Estádio virou trunfo em 2015

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Rafael Marques deve entrar em campo como titular neste sábado

    Rafael Marques deve entrar em campo como titular neste sábado

O Palmeiras voltará ao Allianz Parque pela primeira vez após conquistar a Copa do Brasil no local. Neste sábado, 72 dias depois da final contra o Santos, o time alviverde enfrentará o Linense pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

No estádio, que se tornou um dos maiores trunfos do time na temporada passada, a equipe de Marcelo Oliveira tentará voltar à rota de vitórias no estadual -- nas duas últimas partidas, depois de bater o Botafogo por 2 a 0 fora de casa, o Palmeiras empatou com São Bento (2 a 2) e Oeste (0 a 0).

Nesta sexta-feira, o técnico alviverde, que optará por um time misto -- quatro titulares ficaram fora da lista de relacionados --, disse que atuar no Allianz Parque é fundamental para o time e apontou o apoio da torcida como diferencial. 

"O fator campo é importante porque o peso emocional cresceu também. Dentro de casa, o adversário percebe que tem uma torcida empurrando o time. Isso é muito", afirmou.

Aproveitamento alto

No ano passado, o Palmeiras disputou 36 jogos no Allianz Parque. O aproveitamento chegou a 71,3%, com 24 vitórias, cinco empates e sete derrotas. Longe da arena, a equipe conquistou apenas 43,5% dos pontos -- no total, 13 vitórias, oito empates e 15 derrotas em 36 confrontos.

Nos confrontos de mata-mata, o time não perdeu e alcançou a marca de 90,5% de aproveitamento (em sete jogos, venceu seis). Nos clássicos, o retrospecto também foi bastante favorável: cinco triunfos (três sobre o Santos), um empate e um revés. 

Lado financeiro

O retorno ao Allianz Parque será importante também às finanças do clube. Na primeira partida como mandante no Paulistão, a equipe teve de atuar no Pacaembu por conta da troca de gramado da arena.

No estádio municipal, o público pagante foi de 19 mil pessoas, que assistiram ao empate com o São Bento. No Allianz, a média da temporada passada é de 29.509. A renda obtida com a partida no Pacaembu também ficou bem abaixo do normal.

A renda chegou a R$ 496,3 mil, com lucro de R$ 159,8 mil. A WTorre, por contrato, tem de repassar 50% da renda bruta em todas as partidas que o clube alviverde joga fora do Allianz Parque. Dessa forma, o Palmeiras embolsou R$ 408 mil com o duelo no Pacaembu.

No ano passado, na estreia como mandante no estadual, o clube ficou com R$ 1,08 milhão de renda. A média dos 36 jogos em seu estádio, por sua vez, foi de R$ 1,41 milhão.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X LINENSE
 
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 13 de fevereiro de 2016, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes: Luis Alexandre Nilsen e Rafael Tadeu Alves de Souza
 
PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro, Roger Carvalho, Vitor Hugo (Thiago Martins) e Egídio; Thiago Santos (Matheus Sales), Moisés, Rafael Marques, Régis (Allione) e Erik; Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira
 
LINENSE: Oliveira; Bruno Moura, Adalberto, Ednei e Rogério; Bileu, Leandro Brasília, Zé Antônio e Thiago Humberto; Cristiano e William Pottker. Técnico: Moacir Junior

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos