Na volta ao Allianz, Palmeiras frustra torcida e leva virada do Linense

Do UOL, em São Paulo

O retorno do Palmeiras ao Allianz Parque não acabou da maneira que a torcida gostaria. Com uma escalação mista por causa da estreia na Libertadores, na terça-feira, o time perdeu de virada para o Linense por 2 a 1 no primeiro jogo dentro do seu estádio em 2016.

O Palmeiras saiu na frente no primeiro tempo em um lance polêmico. O pênalti marcado de Marcão em cima de Alecsandro gerou muita reclamação dos visitantes. O atacante acertou a cobrança e abriu o placar. Ainda antes do intervalo, William Pottker recebeu lançamento de Fillipe Souto e empatou. No segundo tempo, o time de Marcelo Oliveira até tentou se lançar ao ataque em busca do gol da vitória, mas deu espaços para o adversário contra-atacar e chegar à virada. O responsável por isso foi, mais uma vez, William Pottker. 

Com o resultado, o Palmeiras fica estacionado nos cinco pontos no Grupo B do Paulista. Já o Linense chega a seis pontos, depois de empatar nas três primeiras rodadas, e sobe no Grupo A.

Na próxima rodada, o Palmeiras terá pela frente o clássico contra o Santos. A reedição da final do último Paulista acontecerá no sábado, novamente no Allianz Parque. Antes disso, porém, o time visita o River Plate uruguaio, na terça-feira, pela estreia na Libertadores. Já o Linense volta a entrar em campo na quarta-feira, pelo Paulista, para encarar o Mogi Mirim fora de casa. 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 2 LINENSE
 
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 13 de fevereiro de 2016, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Público: 20.768
Renda: R$ 1.220.429,56
Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes: Luis Alexandre Nilsen e Rafael Tadeu Alves de Souza
Cartões amarelos: William Pottker, Marcão, Zé Antônio (Linense)
Gols: Alecsandro (Palmeiras), aos 37 do 1º tempo, William Pottker (Linense), aos 39 do 1º tempo e aos 36 do 2º tempo.
 
Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Matheus Sales, Moisés (Régis), Allione e Rafael Marques (Erik); Alecsandro (Cristaldo).
Técnico: Marcelo Oliveira
 
Linense: Oliveira; Bruno Moura, Adalberto, Ednei e Rogério (Rogerinho); Marcão, Fillipe Souto (Guilherme Lazaroni), Zé Antônio e Thiago Humberto; Ricardinho (Cristiano) e William Pottker.
Técnico: Moacir Junior

Fases do jogo

  • Primeiro tempoA primeira boa chance aos três minutos, quando Allione apareceu dentro da área para completar um cruzamento rasteiro da direita de João Pedro, mas o goleiro Oliveira defendeu. Em seguida, Alecsandro acertou um cabeceio que passou perto do travessão. Era da direita que nascia as melhores jogadas do Palmeiras, mas foi em um lance que nasceu na esquerda que o time chegou ao primeiro gol: Alecsandro recebeu de João Pedro e foi derrubado na área assim que dominou. O próprio centroavante cobrou e abriu o placar. Mas a festa dos mandantes durou pouco. Dois minutos mais tarde, William Pottker foi lançado em profundidade por Fillipe Souto, dominou com a esquerda e bateu cruzado, longe do alcance de Fernando Prass, para empatar a partida. A equipe do interior ficou até bem perto de alcançar a virada ainda antes do intervalo, quando Thiago Humberto tabelou com Pottker e concluiu por cima do gol.
  • Segundo tempoA exemplo do que aconteceu ao longo da primeira metade, o Palmeiras continuou com mais posse de bola, mas não conseguiu transformar essa superioridade em pressão. O time mostrou bastante falta de criatividade com a bola nos pés, o que levou o técnico Marcelo Oliveira a fazer substituições no sistema ofensivo do time para tentar melhorar a construção das jogadas. Mas quem chegou ao gol foi o Linense, aos 36 minutos, quando Pottker recebeu de Thiago Humberto nas costas de João Vitor e tocou na saída de Fernando Prass. O Palmeiras se lançou todo ao ataque depois disso, mas não teve sucesso.

Destaques

  • Fernando PrassAlecsandro fez o gol do pênalti que ele próprio sofreu no primeiro tempo, mas o cobrador não seria ele se dependesse apenas da vontade da torcida no estádio, que gritou pedindo para que o goleiro fosse bater.
  • Volta à casaO jogo contra o Linense foi o primeiro do Palmeiras no Allianz Parque depois de 72 dias, já que a primeira partida como mandante na temporada aconteceu no Pacaembu. Em 2015, o time teve aproveitamento de 71,3% em 36 jogos dentro do seu estádio.
  • Gramado bomNeste primeiro jogo no Allianz Parque, o campo chamou a atenção pela boa condição. Bem diferente do que aconteceu muitas vezes ao longo de 2015.

Melhores

  • William Pottker, Linense-SPO atacante marcou os dois gols do time visitante e ainda apareceu bem em algumas outras boas jogadas da equipe. Foi o personagem mais decisivo em campo.

Piores

  • Rafael Marques, PalmeirasCompletamente sumido em campo. Pouco conseguiu se mostrar eficiente na construção de jogadas de ataque do time e foi substituído no decorrer do segundo tempo.

Próximos Jogos - Palmeiras

  1. Palmeiras PAL
    Chapecoense CHA
  2. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  3. Atlético-MG CAM
    Palmeiras PAL
  4. Palmeiras PAL
    Coritiba CTB
  5. Fluminense FLU
    Palmeiras PAL

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos