Todos por R. Oliveira! Santos dá carinho para reeguer atacante no clássico

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • REUTERS

    Artilheiro recebeu apoio de comissão técnica e atletas após negociação frustrada

    Artilheiro recebeu apoio de comissão técnica e atletas após negociação frustrada

O Santos vê o clássico contra o arquirrival Corinthians neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, válido pela oitava rodada do Campeonato Paulista, como uma grande oportunidade de reanimar o atacante Ricardo Oliveira, que ficou chateado após ver o clube paulista recusar R$ 26 milhões para liberá-lo ao futebol chinês.

Por conta disso, comissão técnica, atletas, dirigentes e funcionários do clube exerceram uma função diferente nesta semana – dar carinho e apoio ao capitão da equipe. Dorival Júnior foi o responsável por "puxar a fila".

Nos bastidores, ele concordou com Ricardo Oliveira. O treinador confessou ao camisa 9 que considerou um "grande erro" da diretoria não aceitar a proposta chinesa, mesmo sendo um dos principais prejudicados, já que perderia o capitão e artilheiro do time.

"Aquilo foi uma semana conturbada, para qualquer jogador seria assim. Eu confio nele, é nosso artilheiro, é o capitão da equipe, responsável. Essa confiança me faz acreditar que esse tempo de recuperação seja diferente e domingo tenhamos o Ricardo nas melhores condições", afirmou Dorival.

O elenco, que chama Ricardo Oliveira de pastor, também se sensibilizou bastante e "comprou" a briga com a diretoria. Lucas Lima abandonou o estilo mais comedido em entrevistas coletivas para cobrar aumento salarial ao artilheiro.

Gabriel Barbosa e Zeca não hesitaram em revelar a imprensa que o presidente Modesto Roma se reuniu com o elenco durante a semana para dar explicações sobre o ordenado atrasado dos atletas, que incluía direitos de imagem e premiações. A diretoria alega que pagou na última sexta-feira, dois dias após o vazamento da informação. 

O atraso dos vencimentos aumentou a revolta de Ricardo Oliveira, que ofereceu R$ 26 milhões do próprio bolso ao Santos para ser liberado. O centroavante alega que o clube jamais poderia negar a oferta devendo salários a ele.

O apoio a Ricardo Oliveira não ficará só fora de campo. No clássico, os santistas querem "presentear" o artilheiro com passes a gol. O desejo da equipe santista é vencer o arquirrival com o camisa 9 de protagonista do jogo.

"Eu acho que o Ricardo vai fazer gol, como faz em todos os clássicos. Não podemos julgá-lo. Ele é espetacular, exemplo dentro e fora de campo. Não percebi isso (desmotivação em campo). É nosso jogador e vai fazer gol no clássico", afirmou Gabigol.

Até integrantes da diretoria do Santos tentaram consolar Ricardo Oliveira nesta semana, mas o artilheiro está desconfiado de todos quando se trata de dirigente no clube - somando o grupo que trabalha na Vila Belmiro e no CT Rei Pelé. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos