Reservas "dão nó" na cabeça de Tite para definição de qual é o time ideal

Do UOL, em São Paulo

O técnico Tite gostou do que viu na vitória do Corinthians sobre o Botafogo-SP no domingo por 3 a 0. Após o jogo, ele declarou que alguns nomes em especial chamaram sua atenção pelo que mostraram em campo, mas não adiantou quais mudanças pode fazer no time titular para a sequência da temporada. 

"Não quero externar. Prefiro pensar antes e refletir ao lado da minha comissão técnica. Também quero curtir o bom desempenho e a vitória. Eles devem ser reconhecidos como donos da melhor campanha do campeonato, contra equipes que estão há mais tempo formadas. É um time que está se ajustando, correndo atrás do tempo, então eles merecem que se valorize todo o trabalho da equipe. Mas vou refletir e pensar no desempenho."

Dos 11 jogadores que foram titulares contra o Botafogo-SP, apenas quatro haviam começado também o jogo do meio de semana contra o Cerro Porteño, pela Libertadores: o lateral Uendel, o zagueiro Felipe e os meias Giovanni Augusto e Guilherme. Para os outros sete, foi uma oportunidade de ganhar espaço em uma disputa que o treinador diz estar completamente aberta.

"Eu ainda não tenho uma escalação titular, não sei qual é. Ela está se desenhando ainda na temporada", afirmou Tite.

O próximo compromisso será na quarta-feira, pela Libertadores, novamente diante do Cerro Porteño. Nas últimas duas rodadas da competição continental, ele usou uma mesma escalação, mas pelo menos duas mudanças terão de ser feitas desta vez. Uma no meio de campo e outra no ataque, já que Rodriguinho e André receberam o cartão vermelho no Paraguai.

Uma possibilidade para a vaga de Rodriguinho é Maycon. O volante de 18 anos fez contra o Botafogo-SP seu primeiro gol como profissional e teve a atuação elogiada pelo comandante. Quem também parece ter aproveitado a chance que recebeu no domingo foi o zagueiro paraguaio Balbuena. Neste caso, porém, uma mudança entre os titulares não está nos planos de Tite. Pelo menos não agora.

"É cedo para falar. Não vou entrar em detalhes, mas o Felipe e o Yago diminuíram o desempenho deles? Ele está jogando bem, mas tenho outros dois grandes zagueiros", disse o treinador.

Ele ainda deixou bem claro que a falta de experiência de Yago, reserva até o ano passado, não o preocupa. "Se a experiência contasse, eu não teria colocado o Maycon para jogar. Nem teria iniciado no futebol com 17 anos. Eu tenho de avaliar o momento. Os dois estão bem, e isso é bom. Eles vão brigar pela titularidade", finalizou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos