Cuca retoma sonho do Paulista após 24 anos e tenta driblar a Libertadores

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Cuca no primeiro jogo à frente do Palmeiras, na última quinta, em Montevidéu

    Cuca no primeiro jogo à frente do Palmeiras, na última quinta, em Montevidéu

Depois de estrear no comando do Palmeiras com derrota na Libertadores, Cuca dará início neste domingo à busca pelo título paulista pelo clube. O jogo contra o Osasco Audax fora de casa marca a oportunidade de o treinador, enfim, ser campeão do torneio pelo clube.

O técnico defendeu o Palmeiras como jogador por quatro meses, entre setembro e dezembro 1992, e viu o time alviverde ser derrotado pelo São Paulo na final do Paulistão -- naquela ocasião, o time alviverde voltou às decisões estaduais depois de seis anos.

Seis meses depois de perder a final para o rival, o Palmeiras, já sem Cuca no elenco, conseguiu pôr fim a um jejum de 17 anos sem títulos ao derrotar o Corinthians na decisão. O treinador, àquela altura, já defendia o Santos.

Cuca, que disputou 24 jogos e marcou sete gols, ainda teve chance de ser campeão pelo Palmeiras na Copa do Brasil de 1992. O meia-atacante chegou a fazer um dos gols da classificação às semifinais, na vitória palmeirense por 3 a 1 sobre o Atlético-PR. O time, porém, acabou eliminado pelo Inter na disputa por uma vaga na final.

O Palmeiras de Cuca busca manter a liderança do Grupo B. O time soma 15 pontos após nove rodadas disputadas. O Ituano, com 14 pontos, é o segundo colocado -- a equipe de Itu recebe o São Paulo também neste domingo.

No primeiro jogo como treinador do Palmeiras, Cuca não impediu a derrota para o Nacional-URU, em Montevidéu. O resultado complicou o time alviverde na Libertadores. Após quatro partidas, a equipe ocupa a terceira posição, com quatro pontos. O Rosario Central soma sete pontos, contra oito do Nacional.

Na estreia, Cuca realizou seis mudanças em relação ao time de Marcelo Oliveira. Durante o jogo, o treinador fez três alterações, com as entradas de Gabriel Jesus, Robinho e Barrios nas vagas de Allione, Egídio e Gabriel, respectivamente.

FICHA TÉCNICA
 
OSASCO AUDAX X PALMEIRAS
 
Competição: Campeonato Paulista (10ª rodada)
Local: Estádio José Liberatti, em Osasco (São Paulo)
Data: 20 de março de 2016
Horário: 18h30
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Fabricio Porfirio de Moura e Leonardo Augusto Villa
 
OSASCO AUDAX: Felipe Alves; Francis, Yuri, Bruno Silva e Léo Bahia; Camacho, Tchê Tchê e Rodrigo Andrade; Mike, Bruno Paulo e Ytalo. Técnico : Fernando Diniz
 
PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Arouca, Gabriel Jesus, Robinho (Allione) e Dudu; Alecsandro. Técnico: Cuca

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos