G. Jesus não viu racismo, mas responde: "macaco é mais esperto que ele"

Do UOL, em São Paulo

No jogo contra o Nacional-URU, o atacante Gabriel Jesus foi vítima de racismo. Um torcedor que estava na arquibancada imitou um macaco perto dele. O palmeirense ainda não tinha se manifestado sobre o assunto, mas agora resolveu responder de forma contundente.

Jesus disse que não viu o ato de preconceito: "isso poderia ter me abalado ou não, mas depois não me abalou. É triste, mas o mais macaco é mais esperto que ele".

O Palmeiras enviou nesta sexta-feira à Conmebol um vídeo contendo o ato racista. As imagens serão analisadas pela entidade, que recentemente apresentou seu novo estatuto e prometeu ações mais duras contra o preconceito.

Gabriel Jesus foi uma das novidades na escalação de Cuca, neste domingo, mas não teve uma boa atuação, tanto que saiu substituído no 2º tempo, por Erik.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos