Robinho e Egídio apoiam protesto de torcida: "tem que cobrar mesmo"

Do UOL, em São Paulo

A derrota do Palmeiras contra o Red Bull por 2 a 1 nesta quinta-feira (24) foi marcada por protesto da torcida no Pacaembu. Robinho e Egídio criticaram o primeiro tempo da equipe de Cuca e apoiaram o protesto da torcida. 

"O resultado não veio mais uma vez. Tem de cobrar mesmo. Não consigo explicar. Tem de sentar, escutar, ver o jogo e aprender", comentou Robinho à Rádio Globo. 

Egídio aprovou o segundo tempo da equipe. "Isso não pode acontecer. Nos primeiros minutos estávamos bem, com posse de bola. Nos cobramos muito dentro do vestiário e voltamos com outra postura. Postura de quem quer ganhar o jogo. Serve de lição para a gente  de novo. Tem de cobrar (a torcida). Eles têm razão. É o que temos apresentado em campo", comentou. 

Edu Dracena também não gostou dos primeiros 45 minutos. "Não podemos só jogar o segundo tempo. Ou quando estamos atrás no placar. É um momento difícil, de pressão. Temos de ter tranquilidade e trabalhar para sair dessa fase", analisou o zagueiro. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos