Corinthians vence Ponte com gol no fim, ajuda Palmeiras e garante liderança

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Já classificado e com a primeira colocação da chave garantida, o Corinthians pouco fez na partida contra a Ponte Preta, na Arena Corinthians. Apesar do ritmo lento e de dois pênaltis perdidos, o time de Tite saiu de campo com a vitória de 2 a 1 e a primeira colocação geral do Campeonato Paulista garantida. Romero e Balbuena marcaram para os donos da casa, enquanto Felipe Azevedo diminuiu para o time de Campinas.

O resultado, se pouco vale para o Corinthians, acaba ajudando seu maior rival: o Palmeiras. Com a derrota da Ponte Preta, o alviverde terá a chance de sair da lanterna do Grupo B nesta quinta-feira (31), quando enfrentará o Rio Claro. A diferença das duas equipes, atualmente, é de um ponto: 16 a 15.

Depois de um primeiro tempo agitado, em que perdeu um pênalti com Luciano e abriu o placar com Romero, aos 26 minutos, o Corinthians tirou o pé no segundo tempo. Sem criatividade e em um ritmo bastante lento, o time de Tite não fez muito esforço para buscar a vitória – Felipe Azevedo havia empatado para a Ponte aos 30 minutos da primeira etapa.

Em quatro minutos, no entanto, o Corinthians partiu para cima e conseguiu o gol necessário para a vitória. Aos 33 minutos, Vilsou aproveitou chute de Rodriguinho e desviou na trave. Dois minutos mais tarde, João Carlos fez grande defesa após desvio de Giovanni Augusto. O gol veio logo na sequência, com Balbuena, que subiu mais que a marcação e completou o cruzamento do escanteio para o fundo das redes. No fim, Romero ainda desperdiçou um pênalti, aos 45 minutos - João Carlos pulou e espalmou a cobrança.

Com a vitória, o Corinthians chega aos 32 pontos, na liderança isolada do Grupo D – o Red Bull tem apenas 19. A partida ainda ficou marcada como a de pior público na história da Arena Corinthians: apenas 22.029 pagantes acompanharam a vitória corintiana – o público total foi de 22.401 pessoas.

Na penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, o Corinthians enfrenta justamente o Palmeiras, no Pacaembu, no próximo domingo (3). Já a Ponte Preta entra em campo um dia antes, dentro de casa, contra o Água Santa.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 PONTE PRETA – CAMPEONATO PAULISTA
Data:
30/03/2016
Local: Arena Corinthians (SP)
Público: 22.029 pagantes
Renda: R$ 1.023.757,50
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Mauro André de Freitas e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Gols: Romero (26'/1ºT) e Balbuena (37'/2ºT), para o Corinthians; Felipe Azevedo (30'/1ºT)
Cartões amarelos: Romero, Vilson e Edilson (Corinthians); Reinaldo e Jonas (Ponte Preta)

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Vilson, Balbuena, Guilherme Arana; Willians, Romero, Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon), Danilo (Giovanni Augusto); Luciano. Técnico: Tite.

PONTE PRETA: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Fábio Ferreira, Reinaldo; Jonas (Renato Augusto), João Vitor, Clayson, Ravanelli (Cristian); Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo.

Como foi o jogo

  • Primeiro tempoAcostumado a montar equipes aguerridas, o treinador Alexandre Gallo manteve essa máxima com a Ponte Preta em Itaquera. Os visitantes se mostraram muito fortes na marcação e deram poucos espaços a um Corinthians pouco inspirado. Foram oito reservas escalados por Tite e, desta vez, não funcionou. Mesmo assim, no primeiro tempo, Luciano perdeu um pênalti, bem defendido por João Carlos, e Romero abriu o marcador em lance de oportunismo dentro da área. Perigosa nos contragolpes, a Ponte empatou com gol de Felipe Azevedo em falha de Cássio.
  • Segundo tempoO Corinthians, que vinha mal no primeiro tempo, piorou após o intervalo. Foram, a rigor, 45 minutos com só três oportunidades criadas. Predominou a marcação forte das duas equipes e lances ríspidos entre os jogadores, mas valeu a melhor capacidade da equipe de Tite. Ele foi atrás do resultado com as entradas de André, Maycon e Giovanni Augusto, o mais efetivo do trio. Mas, quem garantiu a vitória, foi Balbuena: em escanteio ele subiu com estilo e testou para o fundo das redes. Já com espaço no fim, o Corinthians perdeu outro pênalti: Romero bateu e João Carlos pegou.

Destaques

  • Das Eliminatórias para ItaqueraBalbuena, reserva em Paraguai 2 x 2 Brasil, foi a surpresa do Corinthians para o jogo desta quarta-feira e decidiu. O zagueiro chegou de Assunção para o banco de reservas e fez o gol da vitória. Curiosamente, ele havia falhado no gol da Ponte.
  • Pior público da ArenaOs 22029 pagantes que foram a Corinthians x Ponte registraram o pior público do estádio corintiano em jogos oficiais desde a inauguração em 2014.
  • Punição encerradaA Gaviões da Fiel voltou a poder exibir bandeiras com seu nome em jogos do Corinthians. A punição válida por dois meses se encerrou no último dia 27. Mesmo assim, a torcida também manteve faixas contra FPF, CBF e o deputado Fernando Capez.

Melhores

  • Romero, CorinthiansApesar de pênalti perdido, o paraguaio fez o primeiro gol e criou lances de perigo no time reserva corintiano.
  • João Carlos, Ponte PretaDefendeu dois pênaltis e ainda fez belas defesas

Piores

  • Alan Mineiro, CorinthiansJogou muito mal dessa oportunidade e foi substituído no intervalo

Melhores notas

  • Corinthians
  • Ponte Preta
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
1
6,0
Romero
4
5,3
Reinaldo
 
5
5,0
Alan Mineiro
5
3,0
Clayson

Próximos Jogos - Corinthians

  1. São Paulo SPA
    Corinthians COR
  2. Corinthians COR
    Cruzeiro CRU
  3. Vasco VAS
    Corinthians COR
  4. Corinthians COR
    Chapecoense CHA
  5. Corinthians COR
    Atlético-PR CAP

Próximos Jogos - Ponte Preta

  1. Boa Esporte Clube BOA
    Ponte Preta PON
  2. Ponte Preta PON
    Juventude JUV
  3. Coritiba CTB
    Ponte Preta PON
  4. Ponte Preta PON
    Avaí AVA

UOL Cursos Online

Todos os cursos