Corinthians vence Ponte com gol no fim, ajuda Palmeiras e garante liderança

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Já classificado e com a primeira colocação da chave garantida, o Corinthians pouco fez na partida contra a Ponte Preta, na Arena Corinthians. Apesar do ritmo lento e de dois pênaltis perdidos, o time de Tite saiu de campo com a vitória de 2 a 1 e a primeira colocação geral do Campeonato Paulista garantida. Romero e Balbuena marcaram para os donos da casa, enquanto Felipe Azevedo diminuiu para o time de Campinas.

O resultado, se pouco vale para o Corinthians, acaba ajudando seu maior rival: o Palmeiras. Com a derrota da Ponte Preta, o alviverde terá a chance de sair da lanterna do Grupo B nesta quinta-feira (31), quando enfrentará o Rio Claro. A diferença das duas equipes, atualmente, é de um ponto: 16 a 15.

Depois de um primeiro tempo agitado, em que perdeu um pênalti com Luciano e abriu o placar com Romero, aos 26 minutos, o Corinthians tirou o pé no segundo tempo. Sem criatividade e em um ritmo bastante lento, o time de Tite não fez muito esforço para buscar a vitória – Felipe Azevedo havia empatado para a Ponte aos 30 minutos da primeira etapa.

Em quatro minutos, no entanto, o Corinthians partiu para cima e conseguiu o gol necessário para a vitória. Aos 33 minutos, Vilsou aproveitou chute de Rodriguinho e desviou na trave. Dois minutos mais tarde, João Carlos fez grande defesa após desvio de Giovanni Augusto. O gol veio logo na sequência, com Balbuena, que subiu mais que a marcação e completou o cruzamento do escanteio para o fundo das redes. No fim, Romero ainda desperdiçou um pênalti, aos 45 minutos - João Carlos pulou e espalmou a cobrança.

Com a vitória, o Corinthians chega aos 32 pontos, na liderança isolada do Grupo D – o Red Bull tem apenas 19. A partida ainda ficou marcada como a de pior público na história da Arena Corinthians: apenas 22.029 pagantes acompanharam a vitória corintiana – o público total foi de 22.401 pessoas.

Na penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista, o Corinthians enfrenta justamente o Palmeiras, no Pacaembu, no próximo domingo (3). Já a Ponte Preta entra em campo um dia antes, dentro de casa, contra o Água Santa.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 PONTE PRETA – CAMPEONATO PAULISTA
Data:
30/03/2016
Local: Arena Corinthians (SP)
Público: 22.029 pagantes
Renda: R$ 1.023.757,50
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Mauro André de Freitas e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Gols: Romero (26'/1ºT) e Balbuena (37'/2ºT), para o Corinthians; Felipe Azevedo (30'/1ºT)
Cartões amarelos: Romero, Vilson e Edilson (Corinthians); Reinaldo e Jonas (Ponte Preta)

CORINTHIANS: Cássio; Edílson, Vilson, Balbuena, Guilherme Arana; Willians, Romero, Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon), Danilo (Giovanni Augusto); Luciano. Técnico: Tite.

PONTE PRETA: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Fábio Ferreira, Reinaldo; Jonas (Renato Augusto), João Vitor, Clayson, Ravanelli (Cristian); Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo.

Como foi o jogo

  • Primeiro tempoAcostumado a montar equipes aguerridas, o treinador Alexandre Gallo manteve essa máxima com a Ponte Preta em Itaquera. Os visitantes se mostraram muito fortes na marcação e deram poucos espaços a um Corinthians pouco inspirado. Foram oito reservas escalados por Tite e, desta vez, não funcionou. Mesmo assim, no primeiro tempo, Luciano perdeu um pênalti, bem defendido por João Carlos, e Romero abriu o marcador em lance de oportunismo dentro da área. Perigosa nos contragolpes, a Ponte empatou com gol de Felipe Azevedo em falha de Cássio.
  • Segundo tempoO Corinthians, que vinha mal no primeiro tempo, piorou após o intervalo. Foram, a rigor, 45 minutos com só três oportunidades criadas. Predominou a marcação forte das duas equipes e lances ríspidos entre os jogadores, mas valeu a melhor capacidade da equipe de Tite. Ele foi atrás do resultado com as entradas de André, Maycon e Giovanni Augusto, o mais efetivo do trio. Mas, quem garantiu a vitória, foi Balbuena: em escanteio ele subiu com estilo e testou para o fundo das redes. Já com espaço no fim, o Corinthians perdeu outro pênalti: Romero bateu e João Carlos pegou.

Destaques

  • Das Eliminatórias para ItaqueraBalbuena, reserva em Paraguai 2 x 2 Brasil, foi a surpresa do Corinthians para o jogo desta quarta-feira e decidiu. O zagueiro chegou de Assunção para o banco de reservas e fez o gol da vitória. Curiosamente, ele havia falhado no gol da Ponte.
  • Pior público da ArenaOs 22029 pagantes que foram a Corinthians x Ponte registraram o pior público do estádio corintiano em jogos oficiais desde a inauguração em 2014.
  • Punição encerradaA Gaviões da Fiel voltou a poder exibir bandeiras com seu nome em jogos do Corinthians. A punição válida por dois meses se encerrou no último dia 27. Mesmo assim, a torcida também manteve faixas contra FPF, CBF e o deputado Fernando Capez.

Melhores

  • Romero, CorinthiansApesar de pênalti perdido, o paraguaio fez o primeiro gol e criou lances de perigo no time reserva corintiano.
  • João Carlos, Ponte PretaDefendeu dois pênaltis e ainda fez belas defesas

Piores

  • Alan Mineiro, CorinthiansJogou muito mal dessa oportunidade e foi substituído no intervalo

Melhores notas

  • Corinthians
  • Ponte Preta
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
1
6,0
Romero
4
5,3
Reinaldo
 
5
5,0
Alan Mineiro
5
3,0
Clayson

Próximos Jogos - Corinthians

  1. Chapecoense CHA
    Corinthians COR
  2. Corinthians COR
    Atlético-GO ACG
  3. Santos SAN
    Corinthians COR
  4. Corinthians COR
    Racing Club RAC
  5. Corinthians COR
    Vasco VAS

Próximos Jogos - Ponte Preta

  1. Ponte Preta PON
    Atlético-MG CAM
  2. São Paulo SPA
    Ponte Preta PON
  3. Sport SPT
    Ponte Preta PON
  4. Ponte Preta PON
    Atlético-GO ACG
  5. Ponte Preta PON
    Sport SPT

UOL Cursos Online

Todos os cursos