Com Prass e Dudu heróis, Palmeiras bate Corinthians e fecha tabu de 21 anos

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

Após quase 21 anos, o Palmeiras voltou a ganhar do Corinthians no Pacaembu. Um gol de Dudu no segundo tempo e um pênalti defendido por Fernando Prass pouco antes disso decretou a vitória por 1 a 0 neste domingo que colocou fim ao jejum.

A última vitória palmeirense sobre o rival no estádio havia acontecido em setembro de 1995, quando ganhou por 2 a 0, em jogo válido pelo primeiro turno do Brasileiro. Desde então, foram 13 partidas, com sete vitórias do Corinthians e seis empates.

Com o resultado, o Palmeiras sobe para 21 pontos e retoma a liderança do Grupo B, mas a situação ainda está embolada. A distância para a Ponte Preta, que é a terceira colocada, é só de dois pontos. Já classificado para as quartas de final com a liderança geral do campeonato, o Corinthians conheceu sua segunda derrota e permanece com 32 pontos. 

Os dois times agora deixam a competição estadual um pouco de lado para se concentrarem nos compromissos pela Libertadores que terão pela frente na quarta-feira. O Corinthians viajará para encarar o Santa Fe na Colômbia, ao passo que o Palmeiras vai encarar o Rosario Central na Argentina. 

Pelo Paulista, o Palmeiras tentará confirmar a classificação à próxima fase contra o Mogi Mirim, fora de casa. Já o Corinthians apenas cumprirá tabela ao receber a visita do Novorizontino. As duas partidas acontecerão no domingo. 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 CORINTHIANS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 3 de abril de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Anderson Jose de Moraes Coelho (ambos de SP)
Público: 22.663 (21.219 pagantes)
Renda: R$ 644.765,00
Cartões amarelos: Gabriel Jesus, Arouca, Alecsandro, Egídio (Palmeiras); Lucca, Felipe, Giovanni Augusto (Corinthians)
Gol: Dudu (Palmeiras), aos 30 do 2º tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Arouca (Lucas), Gabriel (Thiago Santos), Robinho (Dudu) e Zé Roberto; Gabriel Jesus e Alecsandro.
Técnico: Cuca

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Elias (Maycon), Giovanni Augusto, Guilherme (Romero) e Lucca (Danilo); André.
Técnico: Tite

Fases do jogo

  • Primeiro tempoO Palmeiras começou o jogo adiantando a marcação, dificultando bastante a saída de jogo do Corinthians. Logo de cara, antes mesmo do primeiro minuto, um desarme perto da área gerou uma finalização de Jean, que bateu por cima do gol de Cássio. Pressionado, o Corinthians teve muita dificuldade neste início: forçado a trocar passes improdutivos no campo de defesa, não teve espaço para fazer as triangulações que levam aos avanços no campo e teve de apostar bastante nas ligações diretas. Aos poucos, o time até passou a encontrar algumas oportunidades para chegar ao gol de Fernando Prass, mas sem conseguir criar nada que exigisse grande intervenção do goleiro. O Palmeiras também ameaçou pouco, não transformando a pressão no campo de ataque em superioridade no placar.
  • Segundo tempoA marcação do Palmeiras continuou complicando bastante a vida do Corinthians após o intervalo. A dificuldade para chegar com qualidade ao ataque levou Tite a colocar Romero e Maycon nos lugares de Guilherme e Elias, respectivamente. O primeiro gol quase saiu aos nove minutos, quando Gabriel Jesus cruzou da esquerda e encontrou o pé direito de Alecsandro dentro da área, mas Cássio fez grande defesa e manteve o placar zerado. Vinte minutos mais tarde, foi a vez de Fernando Prass brilhar defendendo pênalti cobrado por Lucca, depois de falta de Thiago Martins sobre Giovanni Augusto dentro da área. Logo em seguida, Dudu abriu o placar para o Palmeiras com um toque de cabeça, aproveitando saída de gol atrapalhada de Cássio.

Destaques

  • Rivais unidosHoras após a confirmação de um morto em uma briga entre as torcidas em São Paulo, os dois times entraram em campo no Pacaembu juntos. Os jogadores ficaram intercalados durante a execução do hino nacional e se posicionaram no círculo central durante o minuto de silêncio que precedeu a partida.
  • Marcação individualO Palmeiras conseguiu neutralizar as principais jogadas do Corinthians no meio-campo. Gabriel e Arouca marcaram individualmente os corinthians Elias e Guilherme, respectivamente.
  • Mudança na formaçãoA volta de Elias, que não jogava desde fevereiro, fez com que o Corinthians entrasse em campo postado de uma maneira diferente em relação ao que vinha acontecendo nos últimos jogos. Ao invés do 4-1-4-1, o time apresentou um 4-2-3-1, com Elias posicionado como volante ao lado de Bruno Henrique.
  • Provocação das torcidasO clássico no Pacaembu foi marcado pela provocação entre as torcidas organizadas dos clubes. No intervalo, os corintianos chegaram a jogar uma bomba no tobogã, onde estava a torcida palmeirense.

Melhores

  • Dudu, PalmeirasO atacante saiu do banco no segundo tempo, deixou o time mais perigoso e foi o responsável pelo gol.
  • Giovanni Augusto, CorinthiansFoi quem melhor conseguiu se virar no meio-campo do Corinthians. Sofreu o pênalti que Lucca depois perdeu.

Piores

  • Alecsandro, PalmeirasPouco participativo, o atacante perdeu uma chance na pequena área -- Cássio evitou o gol.
  • Guilherme, CorinthiansSofreu para encontrar espaços na marcação palmeirense e mostrou-se muito pouco eficiente na criação de jogadas do time.

Próximos Jogos - Palmeiras

  1. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA
  2. Atlético-MG CAM
    Palmeiras PAL
  3. Palmeiras PAL
    Coritiba CTB
  4. Fluminense FLU
    Palmeiras PAL

Próximos Jogos - Corinthians

  1. Chapecoense CHA
    Corinthians COR
  2. Corinthians COR
    Atlético-GO ACG
  3. Santos SAN
    Corinthians COR
  4. Corinthians COR
    Racing Club RAC
  5. Corinthians COR
    Vasco VAS

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos