Dorival aproveita 'mistão' para implantar novo estilo no Santos

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Léo Cittadini formará a dupla de volantes do Santos ao lado de Rafael Longuine

    Léo Cittadini formará a dupla de volantes do Santos ao lado de Rafael Longuine

O técnico Dorival Júnior tenta enxergar a solução do Santos na temporada em meios aos problemas. Explica-se: o treinador quer aproveitar o excesso de desfalques do time, sete no total, no duelo contra o Audax, neste domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, para implantar um "novo estilo" no clube.

Dorival não esconde que prefere atuar com volantes mais técnicos, menos marcadores e que apoiem ao ataque. Assim, o treinador deve escalar os meias Rafael Longuine e Léo Cittadini como dupla de volantes nas vagas de Thiago Maia, suspenso, e Renato, lesionado.

"Pode ser uma preocupação, de repetente, pode ser que encontremos uma solução. Eu sempre gostei de meias jogando como volantes, porque você tem uma saída de bola melhor, sempre fiz isso nos times em que estive. Não vejo problema algum. Marcar você aprende a marcar. Jogar já é mais difícil, você não encontra qualquer um que jogue. Se talvez tivéssemos uma saída de bola comprometida, aí sim estaria mais preocupado. A marcação, os jogadores têm de estar comprometidos em marcar", afirmou Dorival.

Apesar de não esconder que prefere atuar com volante mais técnicos, Dorival adotará o "novo estilo" pois não conta com nenhum volante marcador para substituir a dupla titular. Isso porque Alison e Valencia se recuperam de lesões e também estão fora do duelo contra o Audax.

Cittadini teve dificuldades em sua estreia no setor, no clássico contra o São Paulo, há duas semanas. Após ficar "perdido" em campo no primeiro tempo, a revelação santista demonstrou evolução na etapa final e, inclusive, foi responsável pela assistência do único gol do Santos, marcado por Joel, na ocasião.

"Eu acho que sim (primeiro tempo ruim), não ruim, mas o primeiro tempo foi abaixo que posso render e depois fui mais pra frente, conquistando confiança, fui me posicionando bem e, com certeza, o segundo tempo foi melhor do que o primeiro", disse o meia.

Cittadini é considerado o substituto imediato de Renato no Santos por Dorival Júnior, mas também se coloca a disposição por uma vaga bastante cobiçada no Campeonato Brasileiro – suprir a possível saída de Lucas Lima para o futebol europeu no meio do ano.

"Eu estou ali para ajudar, se ele me colocar de meia ou volante, eu quero ajudar. Se ele achar que tenho a capacidade de jogar no lugar do Lucas, fazer essa função, pra mim não tem problema, pois eu joguei a base toda de meia, agora que estou me adaptando a função", disse.

Além dos volantes, Dorival não contará com Paulinho, lesionado, e os suspensos Gabigol, Gustavo Henrique e Elano.

Desta forma, o Santos deve entrar em campo com a seguinte escalação: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Léo Cittadini, Rafael Longuine, Vitor Bueno e Lucas Lima; Patito Rodriguez e Ricardo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos