Palmeiras vence, rebaixa Mogi Mirim e enfrenta o São Bernardo nas quartas

Do UOL, em São Paulo

Não foi fácil, mas o Palmeiras pode enfim respirar aliviado no Campeonato Paulista. Precisando de uma vitória simples para não correr o risco de ser eliminado na primeira fase da competição estadual, a equipe comandada por Cuca teve trabalho no Estádio Vail Chaves, mas conseguiu superar o Mogi Mirim por 2 a 1 e avançou na primeira posição do Grupo B. Alecsandro e Barrios marcaram para os visitantes, enquanto Lulinha descontou para os donos da casa.

Com a vitória, o Palmeiras chega aos 24 pontos e, assim, garante sua classificação em primeiro lugar do Grupo B. Seu adversário nas quartas de final será o São Bernardo, que bateu o Água Santa e terminou a primeira fase do Estadual na segunda posição da chave. O confronto entre as duas equipes acontece no próximo domingo, ainda sem horário e local definido. Já o Mogi Mirim, que precisava de um milagre na última rodada, acabou rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paulista.

Como já está acostumado, o Palmeiras saiu na frente em um lance de oportunismo de Alecsandro, mas não demorou muito para voltar a falhar defensivamente e ceder o empate ao Mogi Mirim. Matheus Sales cometeu um pênalti infantil, e Lulinha converteu com categoria. Na etapa final, Barrios entrou no lugar de Rafael Marques e, na primeira oportunidade, balançou as redes após ótimo cruzamento de Jean.

FICHA TÉCNICA
MOGI MIRIM 1 X 2 PALMEIRAS

Local: Estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim (SP)
Data/Horário: 10/4/2016, às 16h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Luis Marques
Cartões amarelos: Vitor Hugo, Jean, Allione e Matheus Sales (Palmeiras); Lulinha (Mogi)
Gols: Alecsandro, aos 15min do 1º tempo (PAL), Lulinha, aos 20min do 1º tempo (MOG) e Lucas Barrios, aos 19min do 2º tempo (PAL)

MOGI MIRIM: Mauro; Alex Reinaldo, Saimon, Bruno Costa e Motta; Renato Santos (Emerson Santos), Gabriel Dias, Josa (Ortigoza) e Lulinha; Keké (Ruster) e Roni.
Técnico: Flávio Araújo.

PALMEIRAS: Fernando Prass, Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Victor Luis; Matheus Sales (Erik), Gabriel, Robinho (Lucas) e Allione; Rafael Marques (Barrios) e Alecsandro.
Técnico: Cuca.

FASES DO JOGO

  • 1º tempoPalmeiras teve mais posse de bola, mas repetiu a falta de criatividade na armação das jogadas e, mais uma vez, deixou a desejar no ataque. Em uma das únicas vezes em que conseguiu mesclar movimentação com bom toque de bola, chegou ao gol. Aos 15min, Rafael Marques enfiou para Allione dentro da área, que rolou para Robinho quase marcar. No rebote, Alecsandro não perdoou. Só que o problema é que cinco minutos depois, o sistema defensivo do Palmeiras voltou a falhar, cometeu um pênalti infantil com Matheus Sales e viu Lulinha bater com categoria para deixar tudo igual na etapa inicial. O lateral-esquerdo Victor Luis, que depois de um ano voltou a ser titular na equipe alviverde, ainda teve uma oportunidade em uma bola parada, mas acertou a trave. Já os donos da casa assustavam apenas em contra-ataques, mas finalizados longe do gol palmeirense.
  • 2º tempoPrecisando vencer, Cuca sacou Matheus Sales e apostou na entrada de Erik no intervalo. Na primeira jogada do ex-atacante do Goiás, ele já recebeu em velocidade pela esquerda, cortou para o meio e viu Allione bater de primeira para Mauro fazer uma linda defesa. No entanto, o bom momento não durou muito tempo e a equipe logo voltou a ter problema no ataque. O Mogi, que não tinha nada com isso, começou a assustar e, aos 18min, perdeu uma oportunidade incrível com Gabriel Dias. E o castigo veio. Um minuto depois, Barrios, que entrou no lugar de Rafael Marques, recebeu ótimo cruzamento de Jean para pegar de primeira, estufar as redes do goleiro rival e garantir o resultado positivo e a classificação ao clube alviverde.

DESTAQUES

  • Pontaria afiadaAssim como na última quinta-feira, quando também começou no banco de reservas, Lucas Barrios entrou na etapa final neste domingo e, na primeira oportunidade que teve, deixou sua marca. Após bom cruzamento de Jean, o paraguaio mostrou ótimo posicionamento e um pé calibrado para pegar de primeira, no ar, e colocar o Palmeiras na frente do placar.
  • Aniversário e gol no "rival"Criado nas categorias de base do Corinthians, Lulinha pode comemorar um gol contra um antigo rival exatamente no dia em que comemora seu aniversário de 26 anos. Após Roni sofrer pênalti de Matheus Sales, o meio-campista teve tranquilidade para superar Fernando Prass e empatar o jogo para o Mogi Mirim.

Melhores

  • Alecsandro, PalmeirasDepois de aceitar cumprir novas funções táticas em campo, Alecsandro virou um curinga e homem de confiança de Cuca no Palmeiras. E tem brilhado. Neste domingo, sem muitas oportunidades no comando do ataque alviverde, ele foi feliz na única chance do primeiro tempo e balançou as redes, marcando seu sétimo gol no ano, todos eles no Campeonato Paulista, competição na qual é o artilheiro do time.

Piores

  • Sistema defensivo, PalmeirasTerceiro jogo consecutivo em que a defesa do Palmeiras comete um pênalti infantil em um jogo importante. Primeiro com Thiago Martins contra o Corinthians, depois Vitor Hugo contra o Rosário, pela Libertadores, e agora Matheus Sales, que foi antecipado por Roni e ainda recebeu cartão amarelo. Dessa vez, Prass não salvou, e Lulinha converteu.
  • Rafael Marques, PalmeirasApesar de iniciar o lance que resultou no primeiro gol do Palmeiras, Rafael Marques sumiu durante toda a partida. Atuando mais pela parte central do campo, o camisa 19 não conseguiu ajudar na criação de jogadas e acabou substituído na etapa final por Lucas Barrios, que balançou as redes com pouco tempo em campo.

Próximos Jogos - Palmeiras

  1. Palmeiras PAL
    Chapecoense CHA
  2. Palmeiras PAL
    São Paulo SPA

Próximos Jogos - Mogi Mirim

  1. Tupi TUP
    Mogi Mirim MOG
  2. Volta Redonda VRE
    Mogi Mirim MOG

UOL Cursos Online

Todos os cursos