Federação Paulista ouve clubes e fará análise sobre árbitros das decisões

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress, ESPORTE

Os clubes semifinalistas solicitaram à Federação Paulista nesta terça-feira uma análise minuciosa a respeito da arbitragem que irá trabalhar nos últimos quatro jogos da competição. De acordo com Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da entidade, o pedido será levado em conta. Já há um grupo de oito árbitros selecionados para as finais. 

"O presidente é o torcedor número um do clube e ele torce. A preocupação da arbitragem da Federação era que se fizesse uma análise geral do assunto. Que se analisasse o histórico dele com equipes as envolvidas em partidas recentes. A Federação tem que entender que ela está a serviço, e ao prestar serviço tem que levar em consideração vários aspectos", afirmou o presidente da FPF. 

De acordo com Paulo Nobre, mandatário do Palmeiras, o pedido foi por sensibilidade. "É natural que todos árbitros estão há muito tempo no futebol e acabaram eventualmente tendo problema com uma equipe ou outra. Foi pedido apenas que a comissão tivesse sensibilidade na hora de escalar os árbitros".

Segundo o presidente da FPF, a questão arbitragem era uma das prioridades para a edição 2016 do Paulista e foi trabalhada por Mauro Silva, ex-jogador campeão do mundo pela seleção e dirigente da entidade. 

"Uma coisa que ficou claro é que o trabalho do Mauro Silva com clubes, jogadores e comissões para desarmar espírito de que árbitro e jogadores são rivais...sentimos na diminuição de cartões que eles entenderam. O árbitro perdeu aquela arrogância e exerceu seu trabalho de forma mais educada, suave e serena", complementou. 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos