Cuca adverte Lucas Lima e avisa que Palmeiras cresce em clássico

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Cuca orienta o time do Palmeiras durante a partida contra o São Bernardo

    Cuca orienta o time do Palmeiras durante a partida contra o São Bernardo

Cuca não aprovou o ambiente que domina o clássico entre Palmeiras e Santos deste domingo (24), na Vila Belmiro, valendo vaga na final do Campeonato Paulista de 2016, contra o vencedor de Corinthians e Audax.

O treinador alviverde afirmou que as provocações poderiam ser evitadas e disse que o clima criado no ano passado, especialmente após o título palmeirense em cima do rival deste fim de semana, precisa ficar para trás.

"Motivação vai até começar o jogo, eu acho errado. Teve um jogador meu que fez alguma coisa deste tipo de conduta e falei que não era o ideal. Tem jogador que gosta de polêmica. Eu não gosto, prefiro ficar quieto, no meu campo. Se tira sarro e depois vai para a seleção, como você vai torcer por ele? É até para o Lucas pensar para que todos torçam pela seleção. Temos de ter cuidado. Somos pessoas públicas", disse o comandante em entrevista coletiva.

"Eles se conhecem tanto, de outros carnavais. Já teve polêmica com outros jogadores, de lá, daqui. Faz parte do futebol, temos de entender como parte do futebol, mas não vai fazer diferença para ganhar ou não. O que pesa é ter equilíbrio no campo, regularidade, os acertos táticos, técnicos, individuais e coletivos no campo é que fazem a diferença. Jogar contra o Santos na Vila é muito difícil, todos sabem. O Dorival ainda não perdeu lá, é torcida única. São vantagens, sem dúvida nenhuma. O treinador ter um conhecimento grande, um conjunto, são vantagens, pequenas. No outro lado entra um time em crescimento, amadurecendo, aprendendo a ter regularidade no jogo", completou.

O comandante treinou variações táticas e não quis confirmar qual equipe entrará em campo a partir das 16h. Ele tem os desfalques confirmados de Dudu e Allione, que foram vetados pelo departamento médico.

O provável time deve ter: O time titular tinha Fernando Prass, Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales, Gabriel, Arouca e Zé Roberto; Gabriel Jesus e Alecsandro.

Cuca avaliou que sua equipe ainda está longe de apresentar o futebol ideal, mas destacou que vê o Palmeiras crescendo em momentos decisivos.

"A gente tem evoluído no controle de bola, na diminuição de espaços. Ainda não é o que esperamos, mas o Palmeiras cresce em jogos grandes. Em clássicos tem crescido bastante e é nisto que acreditamos. Fazer um grande jogo no limite máximo em todos os sentidos. Para ter jogadas de gol precisam de erros de um lado ou outro. Temos de estar preparados, fazer um jogo regular, de inteligência, para conseguir um placar favorável". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos