Dorival rejeita culpa por reação do Palmeiras: "eu daria a mão palmatória"

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

Apesar da classificação do Santos para a final do Campeonato Paulista após eliminar o Palmeiras, na Vila Belmiro, o técnico Dorival Júnior teve que explicar os motivos da reação do Palmeiras, que perdia o jogo por 2 a 0 até os 42 minutos do segundo tempo e empatou a partida nos dois minutos seguintes.

Dorival não aceitou as críticas da torcida, que chegou a protestar contra o treinador nas arquibancadas da Vila. A bronca da torcida foi a substituição feita pelo técnico aos 36 minutos do segundo tempo, quando ele sacou Gabriel, autor dos dois gols do Santos, para colocar o volante Alison.

"O Alison entrou em uma função e abrimos o Lucas Lima. Sinceramente, se o Palmeiras estivesse nos envolvendo eu daria a mão à palmatória, mas não é o caso. Saiu o primeiro gol, o segundo em uma bola cruzada, sem que o Alison tivesse participado da jogada", afirmou Dorival.

"Não vejo ligação nenhuma disso. Sou sincero, não via o Santos saindo daqui com outro resultado que não fosse a classificação. A maneira como a partida vinha sendo conduzida dificilmente daríamos chance ao Palmeiras. Foi uma partida muito segura do Santos", completou.

Antes da entrada de Alison, Dorival já havia colocado Paulinho e Léo Citadini nas vagas de Vitor Bueno e Thiago Maia.

Dorival elogiou a postura do Santos na partida e foi enfático a dizer que a eliminação do Santos seria uma grande injustiça, devido ao futebol apresentado pelos dois times no clássico.

"O descuido é natural, não tínhamos motivos nenhum de que pudéssemos dar condições para o Palmeiras jogar. Mas isso é futebol, e acontece de tudo quando você menos espera. Seria uma derrota muito grande se o Santos não saísse daqui classificado pelo que buscou ao longo dos 90 minutos", disse.

Dorival não confirmou se poupará os titulares para o confronto contra o Santos do Amapá na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Atuando com o time B, o Santos empatou por 1 a 1 em Macapá na partida de ida.

"Ainda não sei o que vou fazer com a equipe. Temos uma decisão e preciso pensar seriamente nisso", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos